Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

life Inc.

Beauty & Lifestyle

Finalmente!

Finalmente entreguei O projeto! Assim mesmo com O maiúsculo porque é mesmo O projeto que mais trabalho me deu nos últimos tempos, ao ponto de me tirar o sono.

 

Uma coisa é certa - continuo a acreditar piamente que o mundo seria melhor se nos regessemos pela velha máxima "cada macaco no seu galho". Nesta caso, entregue-se a arquitetura aos arquitetos e a engenharia aos engenheiros, sem que este últimos resolvam achar que fazem o mesmo que os primeiros e depois metam os pés pelas mãos. Acreditem que depois as dores de cabeça são a dobrar quando vem o chato do arquiteto, neste caso arquiteta, constatar que tem tudo de ser refeito. Nem me passa pela cabeça andar a fazer projetos de especialidade por isso agradeço que também não se sintam tentados a fazer projetos de arquitetura, ainda por cima de execução. Mesmo para quem gosta de fazer projetos de execução - e é o meu caso - foi um suplício todo este processo em que estavam constantemente a serem feitas alterações e cada vez mais aumentava a lista de coisas a fazer. Ea verdade é que projetos de reabilitação sao sempre mais complicados e morosos do que um projeto que parte de uma tábua rasa. Há que respeitar o existente - pelo menos eu assim faço - e tentar casá-lo com a traça comtemporânea.

 

Mas enfim, dificuldades ultrapassadas (espero eu) e tuttti pronti da minha parte (assim o espero). Agora é esperar pela obra e depois mostro aqui o resultado. Diga-se de passagem que gosto muito deste meu cliente, foi um dos que ficou comigo quando saí do gabinete onde estava antes da Pinypon nascer e é sempre um prazer trabalhar com ele porque acima de tudo é uma pessoa correta! E infelizmente já são poucos assim.

 

E agora vou-me dedicar aos outros dois que tenho em mãos!

 

xoxo

cindy

Hello Monday!

Semana caótica e cheia de trabalho - venha ele! - com Miss Cindy a hiperventilar com tanta coisa para fazer e a ansiar por um descanso merecido. Mas o sábado foi de trabalho e portanto, descanso só no domingo. Que me deixou com a sensação que não houve fim de semana nenhum e passámos de sexta para segunda diretamente...

 

bcd3ceb77e72a5f8cc6bd455cd22f307.jpg

E estamos a menosa de uma semana do 3º aniversário da Pinypon e há toda uma festa para preparar, comes e bebes para comprar e cozinhar e imenso trabalho para adiantar!

 

Acham que estou stressada??????? Naaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!

 

xoxo

cindy

 

Coisas que não entendo #13

Ontem estava  a ler uma notícia referente à venda da Casa Manoel de Oliveira e ri-me tanto com os comentários que almas iluminadas fizeram no FB que não resisti a escrever este post.

 

Sugeria que antes de comentarem lessem com atenção a notícia e procurassem informar-se antes de mandarem os vossos bitaites. Comentários do género "ainda o homem foi agora a enterrar e já lhe vendem a casa" puseram-me a rebolar de tanto rir. É que a Casa Manoel Oliveira não era a morada do senhor, nunca tendo sido utilizada por ele (nem por ninguém a bem ver). Depois os comentários do costume acerca da arquitetura dos edifícios que me fazem crer que em cada português há um arquiteto - deve ser por isso que se continuam a fazer obras ilegais e sem projeto. O pobre Eduardo Souto Moura foi completamente cilindrado nos comentários. E finalmente, o debate se a dita casa fica na Foz ou na Boavista (?). Em caso de dúvida bastava ir ao Google mas pelos vistos há quem situe a casa em plena avenida da Boavista e efetivamente quem a conheça na sua verdadeira localização - na Foz.

 

Brincadeiras à parte, não percebo estas "obras" encomendadas a nomes sonantes da arquitetura e que depois não têm utilização. Assim de repente lembro-me do Edifício Transparente, projetado por Sòla Morales e que só cinco anos depois da sua inauguração veio a ser ocupado, não sem antes ter tido obras de reconversão do arquiteto português Carlos Prata. É de ressalvar o dinheiro que se gasta sem haver retorno. No caso da Casa Manoel Oliveira foram 2 milhões de euros, no caso do Edifício Transparente foram "apenas" 15 milhões gastos na obra inicial e na reconversão. Juntemos ao Edifício Transparente a maravilhosa derrapagem orçamental da Casa da Música e temos uma bela quantia gasta no Porto 2001. Claro que depois as pessoas acham que a Arquitetura é cara... Não é a Arquitetura que é cara, é mesmo o mau planeamento financeiro que por cá vigora.

 

xoxo

cindy

 

 

Síndrome do ninho vazio

Foi um fim de semana bem recheado de notícias e emoções.

 

Sexta foram os 18 anos da minha irmã, como vos contei. O meu irmão era para ter vindo passar o fim de semana, já tinha bilhete comprado e tudo, mas perante uma data de burocracias para tratar e uma viagem de trabalho esta semana, acabou por não conseguir vir. A malta começa a trabalhar e é assim mesmo, tem de se habituar a mudanças de planos em cima do acontecimento. Eu bem que tentei convencer a minha irmã a fazer uma festança mas contrariamente a mim, ela não é dada a jantares e comemorações efusivas por isso foi só mesmo jantar caseiro sob a forma de sushi, bolo de aniversário e outras doçarias. E não é que foi bom?

 

Sábado saíram os resultados de entrada no Ensino Superior, a minha irmã tinha-se candidatado a Arquitetura em várias universidades, entrou na Universidade do Minho. É uma copiona, adora seguir as pisadas da irmã. Claro que ter entrado no Porto era melhor do ponto de vista da logística e económico mas a verdade é que a nível de plano de estudos a Escola de Arquitetura da UM é bem mais apelativa, já que não se direciona apenas para a componente estética mas também para o aspeto construtivo e isso é muito importanto, como eu tenho vindo a constatar no meu percurso profissional. Vamos a ver como corre e se ela gosta, que é o importante.

 

E claro, agora andam os meus pais a chorar pelos cantos com o síndrome do ninho vazio!

 

xoxo

cindy

 

 

Página e Site profissional

Um dos meus objetivos para este ano era criar o meu site e página profissional e a semana passada pude finalmente colocá-los online. Podem consultar o meu site aqui e a página do FB aqui.

 

Ambos ainda não estão na sua forma definitiva mas para lá caminham e irão servir sobretudo para divulgar os meus projetos e trabalhos, bem como angariar (espero eu) novos clientes. O site foi um bocado custoso de fazer, ainda não está 100% do meu agrado mas como tem sido feto inteiramente por mim, conto nos próximos tempos deixá-lo mais simpático e atraente. Para já o feedback tem sido francamente positivo e estou bastante satisfeita com isso.

 

Os meus objetivos? Parcerias com empresas de construção e da especialidade, angariação de novos clientes e divulgação do meu percurso profissional. Estar online é muito importante hoje em dia, talvez até o mais importante, e espero assim ganhar maior protagonismo e poder crescer ainda mais enquanto profissional. E continuar a trabalhar como freelancer, emora possa ocasionalmente prestar coloborações ou serviços a outras empresas.

 

Pedia-vos que me dessem o vosso feedback, é bastante importante para mim já que estou a mostrar-vos mais um pouco da minha pessoa e sobretudo aquilo que gosto de fazer. Obrigada!

 

xoxo

cindy

Busy, busy

Esta semana tem sido uma montanha russa.

 

A segunda foi um dia horrível. Eu a tentar trabalhar, a Pinypon muito resmungona por causa dos dentitos e sempre a pedir atenção, imensas coisas para fazer, incluindo um monte de roupa dela para passar, enfim, um caos. Cheguei ao fim do dia com a cabeça em água.

 

Terça já correu melhor. Quarta foi feriado e mais uma vez com a Pinypon a reclamar. O raio dos dentes nunca mais saem?! Valeu estar o pai também em casa e termo-nos revezado para acudir à miuda.

 

Ontem foi o dia das mil e uma tarefas:

 

- projeto √

- sobremesa 1 para o jantar de hoje √

- mega remessa de gelatina √

- arrumar e reorganizar o quarto dela √

- o pai vai chegar tarde, adiantar o jantar √

- preparar a reunião de hoje √

 

No meio disto tudo ainda consegui acudir à Pinypon que se desequilibrou e caiu enquanto estava sentada e ficou muito aflita. Foram lágrimas e lágrimas que só passaram com muito miminho da mamã. Já sei que estamos na fase das quedas, a miuda só náo trepa pelos móveis acima porque a fralda lhe pesa no rabo! Já a apanhei a olhar intrigada para uma tomada e a ir lá com os dedos. Valham-nos as proteções e tentar fazê-la perceber que aquilo faz dói-dói. Às vezes parece-me que passo o dia a dizer "Não!".

 

Resumindo, cheguei mais uma vez estafada ao final do dia. Eram 22h e só me apetecia dormir... e hoje o dia avizinha-se atarefadíssimo novamente, por isso, adios!

 

xoxo

cindy

 

PS: espero conseguir descansar no fim de semana porque senão vou dar o berro decerto!

Brincar às casinhas

Ando aqui às voltas com um projeto bastante aliciante. Trata da reconstrução de umas casinhas que pertencem a uma ilha aqui na Foz Velha. E porque ando eu às voltas?

 

Porque tenho de enfiar em casinhas minúsculas toda uma data de coisas que só fazem sentido em novas construções, como por exemplo uma casa de banho que para ser acessível a pessoas de mobilidade condicionada tem de ter quase 5 m², o que para um apartamento de 42m² é quase do tamanho da cozinha.

 

É um desafio tentar cumprir todas as normas das acessibilidades em habitações com mais de meio século, em que os compartimentos eram todos minúsculos e se vivia de outro modo.

 

Mas a coisa lá vai ganhando contornos atrativos e acho que vai sair uma coisa engraçada e apelativa para o público alvo. Or so I hope!

 

xoxo

cindy

Busy woman

Hoje comecei logo bem o dia, com o sr. carteiro a entregar-me um miminho de uma marca de acessórios bem gira! Podem ir vendo aqui, amanhã conto fazer um post à maneira sobre as peças!

 

E mal abro o meu email, vejo que recebi finalmente o levantamento topográfico do projeto que estou envolvida e mal posso esperar para deitar mãos à obra! Vai ser um desafio certamente, conseguir transformar mini habitações degradadas em habitações à maneira e adequadas ao dia de hoje!

 

No meio disto tudo ainda ando a tratar das decorações de parede do quarto da Pinypon (finalmente!), da prenda do Dia do Pai e de mais um novo projeto que vem aí e espero conseguir lançar depois da Páscoa!

 

Credo, até estou assoberbada depois de ter posto isto por escrito!!!

 

Wish me luck!

 

xoxo

cindy

 

Atarefadíssima!

Sexta feira e o fim de semana foram muito atarefados.

 

Sexta de manhã fui conhecer o local de um novo projeto para o qual um antigo cliente do gabinete onde trabalhava me convidou. É bastante aliciante, embora de pequena escala e por isso um desafio para conseguir enfiar tudo lá dentro. Bem ao meu gosto! Esperei pelo cliente na rua e já estava aquele ventinho fresco, a puxar chuva e o temporal todo que se abateu sobre o Porto de tarde. Para mais, greve dos STCP e fui buscar o Action Man ao trabalho, bem no centro do Porto. No meio disto tudo, a minha querida Pinypon teve direito a dois babysitters diferentes, de manhã o avô e de tarde a avó. Bem bom, uma sortuda!

 

Sábado e Domingo passaram a voar, como o anterior fim de semana. Sábado foi um dia muit puxado para mim, com um desafio pelo meio que não correu nada bem, mas dei o meu melhor. Pelo meio uma mega crise de sinusite e eu cheia de dores. Um horror, doía-me o lado direito da cara todo e estava com um humor de cão. Para esquecer.

 

Mesmo assim ainda houve tempo para um lanchinho à beira mar, já com o sol a pôr-se e para uma sessão de compras no domingo de manhã. Tenho aproveitado estes saldos para lhe comprar roupa maior, assim já estou servida para parte da Primavera, espero eu! E quem consegue resistir às roupinhas amorosas da Benetton? E a tarde foi passada a ver séries e eu ainda cochilei porque estava mesmo mal com as dores.

 

Entretanto e como já introduzimos o jantar à pequenota, nas últimas noites ela tem dormido das 22h às 9h sem acordar para mamar. Maravilha! Vamos a ver se se mantém que nisto dos bébés nunca é de fiar, passam por tantas fases!

 

 

Have a great week!

 

xoxo

cindy

Do trabalho e da crise! by Cindy

Ando cheia de trabalho, o que é muito bom. Claro que o movimento não é, de longe, igual ao de outros tempos mas faz-se o que se pode com o que se tem.

 

Uma coisa que acho engraçada e que me continua a surpreender é quando aparecem clientes antigos a pedir alterações às moradias ou então a pedir conselhos e coisas que tal. É sinal de que ficaram satisfeitos e que a relação se mantém. A única coisa chata é quando são processos antiquíssimos que já nem existem no arquivo e até anteriores à era digital. Tudo da era do papel, do estirador e das canetas. Ou seja do tempo de fazer as coisas à la manette.

 

As visitas dos comerciais aumentaram imenso, todos querem vender e recomendar produtos. E eu gosto de os receber, pelos vistos ao contrário da maior parte dos arquitectos. É coisa que não entendo, quem não gosta de conhecer novos materiais?

 

A construção civil está praticamente parada como todos nós sabemos. E por um lado, ainda bem. Construiu-se imenso e agora é incrível a quantidade de prédios que andam aí às moscas onde nem um apartamento se vende. Horrível, está tudo em crise.

 

Digam-se lá, vocês sentem que a vossa quantidade de trabalho diminuiu com a crise?

 

xoxo

cindy

Meet the Blogger

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Wholesale clothes, Clothing Wholesalers online from China,cheap korean clothes online WOOK - www.wook.pt
SweetCare - Saúde, Beleza e Cosmética

Calendário

Janeiro 2018

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031