Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

life Inc.

Beauty & Lifestyle

London #1

Ai o que eu adoro viajar... Perfeito, perfeito era se já tivessem inventado o teletransporte porque aqui a vossa querida Cindy não é muito adepta de andar de avião. Felizmente a Miss Pinypon não partilha desse sentimento e tivemos uma viagem santa, com ela muito entretida com o seu livro de autocolantes.

 

Chegámos a Londres a tempo e horas mas depois foi toda uma logística de percorrer aeroporto, levar a piquena a fazer chichi, passar pela alfândega, tentar encontrar a estação de comboios, levantar bilhetes, apanhar comboio, mudar de comboio e finalmente chegar. Note to self: para a próxima substituir uma das 3 malas por uma mochila. É que nem me lembrei da dificuldade que era transportar 3 malas e um carrinho de bébé. UFA!!! Mas uma coisa vos digo, fiquei francamente impressionada com a atenção e cuidado dos locais para com quem transporta crianças. Ajudaram com malas, a levar o carrinho, um civismo a valer que me surpreendeu em grande. Não desfazendo o nosso país, mas nunca me aconteceu cá. Normalmente as pessoas assobiam para o lado e pronto...

 

Nisto de viajar com bébés e crianças o truque é mesmo descomplicar dentro do possível. Fomos munidos de sopas, boiões de fruta e iogulinos que não precisam de frio e portanto se tornam super práticos para viagens. Levei também umas bolachinhas para ir petiscando mas acabou por comer grande parte do stock de tostas da nossa anfitriã... ups! De resto foi comendo do que nós comemos, provou fish n' chips, uma pie de franguinho com puré e fartou-se de comer. Só não rebola porque felizmente é muito ativa.

 

O que se revelou de grande utilidade foi mesmo o bacio de viagem de que falei aqui. Até o S. ficou rendido e acha que não há coisa mais prática. Eu só gostava de ter sido a inventora e estar agora rica. O que também levei e usei foi o sling da Maria Café de que já aqui falei também várias vezes e que apesar o peso e tamanho da pequenota continua a ser prático. Porque já não há costas que aguentem 12kg de Pinypon durante uns minutos! Assim ela vai apoiada e o peso é distribuído. Numa próxima viagem já não levaremos certamente o carrinho porque ela já quase não cabe lá... Ainda por cima com o arsenal todo que levava de roupa mas estava frio e teve de ser.

 

IMG_2152.JPGÓ pra nós tão pimponas no Museu de História Natural!

 

Muitas pessoas ficam admiradas quando se apercebem do quanto a Pinypon é viajada mas nós como pais consideramos que estas experiências são importantes, tanto para eles como para nós. Acho mesmo estranho quando as pessoas usam os filhos como "desculpa" para não fazerem determinadas coisas... O que é certo é que ela já sabe que gosta de viajar e fica mesmo contente!

 

Seguem-se alguns posts sobre as vistas e locais visitados :)

 

xoxo

cindy

 

Back in town

Então, sentiram a minha falta? Heis-me regressada de terras de Sua Magestade e portanto a programação habitual deste blog será retomada o mais brevemente possível!

 

Estou (estamos) estouradérrimos, andámos imensoooooooooo e aproveitámos imensooooooooo também!!! Um big thumbs up para os nossos amigos Pedro e Ju que nos receberam, com especial destaque para a gatinha deles que andou aterrorizada com a Pinypon o tempo todo :)

 

Hoje voltamos à nossa rotina e tenho a ligeira sensação que vai custar...

 

xoxo

cindy

London

E a primeira viagem deste ano será a Londres! Vamos em finais de fevereiro e espero que seja mais uma viagem em grande. Estou desejosa de voltar a Londres!

 

Apanhámos uns preços ótimos nos voos e vamos ficar em casa da minha amiga Ju que se mudou recentemente para Londres. Miss Pinypon também vai e espero que ela não se arrependa de nos ter dado guarida :) Ainda estou para ver como vou enfiar todas as coisas em 3 malas de cabine mas pensamento positivo! Ah e como vou resolver a questão de ela já não usar fraldas. Alguma dica?

 

PA300016.JPG

 

Já agora podem deixar aqui sugestões de sítios interessantes para irmos ver... Da primeira visita vimos muita coisa, desta vez gostava de aproveitar mais para percorrer calmamente a cidade sem o stress dos circuitos mais turísticos. Mas mesmo assim, ficaram algumas coisas em falta - a London Tower, o Museu de História Natural, o London Eye - e essas espero desta vez não perder. Também gostava de visitar os vários food markets espalhados pela cidade. Lembro-me de irmos ao Mercado de Portobello e de ter comido umas iguarias jeitosas por lá.

 

xoxo

cindy

 

 

 

 

 

 

E para fechar o ciclo! by Cindy

Para encerrar esta série de post sobre a nossa visita a Londres devo dizer que me custou voltar à (nossa) realidade.

 

Torno a dizer que pela primeira vez na vida imaginei-me a viver noutro país. Penso que foi o choque entre o que vivemos cá e o que vi lá que me faz ter esta visão cor de rosa de uma vivência.

 

Em contraste com a vida de lá, consigo descobrir o encanto de quem vem cá. O sol, o calor, o mar, as praias, a gastronomia, o agradável acolhimento das gentes. No fundo, a simplicidade das coisas boas da vida.

 

E é essa simplicidade que esta crise nos anda a retirar. Quantos de nós não sabem para onde se virar confrontados com o desemprego, o cortar dos subsídios, abonos etc, a subida dos impostos, tudo aumenta menos os ordenados.

 

Estamos a deixar de ser um país de gentes afáveis e bem dispostas para passar a sermos um país amargo como o fel.

 

 

xoxo

cindy

Feitas as contas! by Cindy

Ora bem e  a pedido de muitas famílias deixo aqui por alto alguns locais de interesse a visitar em Londres e alguns gastos fixos.

 

Transportes:

 

Se voarem em low cost não aterram em Heathrow mas sim em Stansted, logo há várias hipótese de transfers para Londres. A mais barata é ir de bus, fica por 14£ ida e volta, a frequência é de meia em meia hora e deixa-vos em Liverpool Street ou em Victoria.

 

Em relação ao metro nós optámos por tirar sempre o Travelcard diário, que em horário Off-Peak fica por5,60£. E o que é isto de Off-Peak? É a chamada hora de ponta, que termina às 9h30. Ou seja, se tirarem o travelcard diário façam-no depois das 9h30, porque antes disso fica por 7,20£.

 

Museus:

 

Nós visitámos o British Museum e o Tate Modern. Londres é profícua em museus e grande parte não cobra nada pelas exposições permanentes, apenas por uma ou outra exposição temporária.

 

Quando fomos até ao Tate Modern estava patente uma exposição de Paul Gauguin cuja entrada era de 12£ se não estou em erro. Aproveitámos para ver antes a exposição permanente e não saímos nada mal servidos.

 

No British Museum têm uma vasta de colecção de períodos como o Antigo Egipto, Grécia, Roma, Época Medieval. O museu é enorme e vale bem a pena a visita para quem gosta de história.

 

Depois há que ter em atenção alguns aspectos, como por exemplo packs de entradas, que compensam pelo preço global. Por exemplo, existe um pack de 39£ que permite a entrada prioritária no Museu de cera Madame Tussaud's e no LOndon Eye. Tendo em conta que a entrada normal é de 25£ e 18£ respectivamente, poupam 5£.

 

Existem ainda imensos museus que nós infelizmente não visitámos.

 

Atracções:

 

Uma das principais atracções em Londres é o London Eye, construído no âmbito das comemorações para o novo milénio. Acabámos por não ir porque como esteve chuva ou nublado aconselharam-nos a não desperdiçar o dinheiro porque as vistas não iriam ser grande coisa.

 

Um outro local de interesse é a Torre de Londres, onde foram executados muitos prisioneiros ao longo dos tempos mas que ficou sobretudo conhecida por ter sido o local de execução da maioria das esposas de Henrique VIII da dinastia Tudor. A entrada para visitar a torre é de 11£.

 

Temos ainda o Palácio de Buckingham e o render da guarda ao qual nós não assistimos mas os nossos amigos sim. Tendo em conta que aquilo demora quase 2h, achámos que perderíamos tempo precioso.

 

Como já aqui escrevi pagámos 25£ para fazermos um tour de bus, que incluía um cruseiro no Tamisa, de Westminster até Greenwich, ida e volta. O trajecto do bus acaba por conseguir passar a pente fino os locais de maior interesse, além de que as indicações dadas pelos guias são preciosas. Podem entrar e sair do bus a qualquer momento, mudar de linha, visitar os monumentos etc. O cruseiro valeu bem a pena apesar de estar frio.

 

Paparoca:

 

Fizemos apenas 3 almoços e 2 jantares. Ao almoço optámos por coisas rápidas e mais em conta, por exemplo Macdonald's e sandes. Ao jantar queríamos algo mais compostinho.

 

No primeiro dia fomos jantar ao Nando's. Comemos um menu para dois e ficou por cerca de 10£ a cada um. Nada mau e era bastante quantidade.

 

No dia seguinte jantámos em Chinatown e foi giríssimo. Optámos por um buffet do tipo " All you can eat" que por 9£, sem bebida, foi muito bom. A isto ainda acrescentámos a bebida e a taxa de serviço, pelo que ficou por cerca de 12£. Havia imensa variedade de pratos e pude consolar-me já que adoro culinária oriental.

 

Fora isto, gastámos dinheiro em lanches e Starbucks, que surgiam a cada esquina. Ainda demorei a acertar naquela maravilha que tinha experimentado em Madrid, mas no último dia lá percebi qual era.

 

Para já não me lembro de mais nada, caso o faça depois acrescento. Espero que isto vos seja útil!

 

xoxo

cindy

London day #3! by Cindy

Este seria o nosso último dia. O voo de regresso era só ao final da tarde por isso ainda pudemos aproveitar a manhã e parte da tarde.

 

Mais uma vez foi cada um para seu lado e acabámos por ir ver coisas diferentes, assim depois podemos trocar fotos! Do hotel seguimos para a Catedral de S. Paulo, reconstruída após um grande incêndio que devastou parte de Londres no século 17.

 

 

A catedral é lindíssima por fora e rodeada por um jardim. Não chegámos a visitar o interior porque teríamos de pagar 12.5£ e achámos que não valeria a pena.

 

Da catedral seguimos a pé pela Millenium Bridge até ao outro lado do rio, em direcção ao Tate Modern. Mais um espaço fantástico, com entrada grátis para as exposições permanentes com obras de Picasso, Roy Lichenstein, Kandinsky e etc.

 

Do Tate Modern tornámos a atravessar para St. Paul's pela Millenium Bridge e apanhámos o metro para Oxford Circus. O objectivo era fazer umas últimas comprinhas antes de irmos embora. Eu queria aproveitar para ver as lojas que cá não há mas sinceramente já estava com tantas dores no meu pé avariado que só entrei na Miss Selfridge's que cá já não há. Aproveitámos para almoçar e finalmente lá encontrei um quiosque com revistas para trazer a revistinha encomendada pela querida Barbie. Acabei por trazer a Marie Claire UK também, que ainda trazia uma bracelete e uma amostra de creme. Não sei porquê mas acho que me vou tornar assinante.

 

Andámos por Oxford Street, Regent Street e ainda Picadilly, onde apanhámos o metro para Covent Garden. Covent Garden é outra zona fantástica, cheia de lojas e com um mercado fantástico.

 

 

 

 

Daqui voltámos ao hotel e ala para o aeroporto! Estava na hora de regressar e sinceramente e pela primeira vez na vida, senti que ficaria muito bem instalada outro país.

xoxo

cindy

 

London's Fashion! by Cindy

Uma das coisas que mais me maravilhou em Londres foi o quanto as pessoas andavam bem vestidas. Não quero com isto dizer que usavam roupas caras, mas sim que havia claramente uma noção de estilo inerente aos outfits. O estilo era mais que variado, desde o mais descontraído ao mais elaborado, do clássico ao edgy. Para onde quer que olhasse via (quase) toda a gente bem vestida, coisa que decididamente não se encontra cá.

 

E embora haja quem pense na moda como algo fútil e desinteressante, eu não partilho dessa opinião e quer queiramos quer não, o modo como nos vestimos, apresentamos e estamos na vida, influenciam e muito as oportunidades que vamos tendo ao longo dela.

 

E não me venham dizer que quem não tem muito dinheiro não se pode vestir bem. De certeza que aquela malta toda não vai comprar à Burberry ou à Max Mara, pelo contrário, os muitos mercados que existem na cidade provam isso mesmo. Há muita variedade de oportunidades e locais onde comprar, com imensas lojas de roupa em 2ª mão e lojas vintage com roupas de criadores a preços acessíveis.

 

Pelo que pude apreciar o hit do momento por aquelas bandas é combinar leggins pretas (sempre pretas) com tops/camisolões/ blusas compridas com botas, blusão em pele, cardigan comprido e grosso ou sobretudo. O que eventualmente nem traz nada de novo, mas depois aparecem os acessórios, as malas, as pochettes, os colares enormes ou os laços, ganchos e gorros. E aí reside a diferença. Ah e na maquilhagem, sempre cuidada.

 

E não pensem que eram só as mulheres que andavam nos trinques. No, the men were very handsome too.

 

E pronto por isto e pelo resto é que eu acho que pertenço a esta cidade maravilhosa.

 

xoxo

cindy

London day#2! by Cindy

Cá vamos ao relato do 2º dia!

 

Às 7h30 e depois de uma boa noite de sono, com direito a mais uma hora devido à mudança de hora, descemos para tomar o pequeno almoço, que sem ser muito variado, tinha pelo menos os produtos essenciais.

 

No dia anterior tinhamos comprado bilhetes para o City Tour Bus, que em 4 trajectos dá uma volta bastante completa pelos principais locais de interesse e tem ainda incluído um cruseiro no Tamisa. Por 25£ está óptimo.

 

Ainda antes de irmos fazer o tour resolvemos separar-nos visto que tinhamos ideias diferentes de locais a visitar. Eu e o Action Man queríamos ir ver Camden Town, um local bastante alternativo, com uma feira enorme aos sábados e domingos, e eles queriam ir visitar um Museu. Assim combinámos ir cada um para seu lado e depois encontramo-nos para fazermos o Tour.

 

Camden Town é simplesmente espectacular. Duvido que haja alguém que vá lá em busca de qualquer coisa e não encontre. Desde as baraquinhas de souvenirs, à comida variada, lojas de bijutaria e artefactos, roupa, antiguidades, tudo e mais alguma coisa há por lá!

 

 

Aproveitei e fui buscar um Caramel Machiatto ao Starbucks e tirar a barriga de misérias, já que aqui no Porto ainda não há!

 

Comprámos umas coisinhas para nós e para oferecer mas isso fica para um dos próximos posts. Pois é agora vão ser bombardeados até eu me fartar!

 

Bem, depois fomos ter com os nossos amigos e seguimos com o Tour. Vimos a zona de Westminster, com a abadia, o Big Ben, Houses of Parliament, o palácio de Buckingham, St. James Park e muito mais. Embora estivesse a chover, fez-se muito bem. Aquela malta é como eu, não precisa de guarda chuva!

 

Westminster

Buckingham                                                       St. James Park

 

O cruseiro também foi bastante fixe e depois ficámos na zona da Torre de Londres para darmos mais uma volta. Acabámos por apanhar mais uma vez bus e rumámos a Trafalgar Square onde estava a decorrer um festival, com comida indiana e danças étnicas.

 

Depois eram horas de jantar e fomos em direcção a Chinatown. Acabámos por dar umas voltas e inspecionar os restaurantes quase todos e decidimo-nos por um que oferecia um buffet por menos de 10£.Regalámo-nos com uma óptima refeição, estava tudo óptimo, principalmente umas espetadas de frango com especiarias.

 

Depois rumámos ao Soho, a zona dos bares e restaurantes um bocadito mais puxadotes. Acabei por ir buscar mais um Starbucks e depois fomos descansar um pouco ao hotel.

 

Por esta altura e embora fosse cedíssimo, perto das 21h, eu já estava toda rota, de modo que andar mais estava para mim fora de questão. Acabámos por ir a um Pub mesmo em frente a hotel onde nos regalámos com umas belas cervejas e uns amendoins e pistáchios.

 

Quando fomos expulsos de lá, por já passar da hora de fecho fomos para o hotel fazer as malas e planear o nosso último dia!

 

xoxo

cindy

London day#1! by Cindy

Vou relatar estes dias em Londres em vários post, um por dia. Assim, eu aproveito para relembrar os dias bem passados e vocês não se assustam com a extensão do relato.

 

Day #1 – sábado 30 de Outubro

 

Acordar às 4h da madrugada, tentar vestir-me sem adormecer a meio, colocar hidratante por causa da viagem de avião, últimos preparativos, sair de casa.

 

Às 4h30 estávamos em casa dos nossos amigos e boleia para o aeroporto. Chegar, entrar, rezar para o detector de metais não tocar, tudo ok, tudo a bordo do avião. Levantámos voo às 6h30 e fui o caminho quase todo a dormir.

 

Lá para as 8h30 estávamos a aterrar em Stansted e depois apanhámos o transfer para Londres. A viagem de bus demorou cerca de 50 minutos e levou-nos até uma das principais artérias de Londres, a Liverpool Street. Lá estava à nossa espera o primo de um dos nossos amigos, com a namorada e uma amiga polacas. Portanto tivemos direito a guia exclusivo.

 

Depois de um pequeno almoço fomos deixar as malas ao hotel e aproveitámos para fazer o check-in. O hotel era bastante agradável, os quartos limpinhos e confortáveis, mais não podíamos pedir. A localização então era maravilhosa, junto a Russel Square e com uma estação de metro a 100m.

 

Depois de vistoriarmos o alojamento e deixarmos as malas fomos a Notting Hill, visitar o Portobello Market, que se realiza todos os sábados de manhã em Portobello Road. A feira combina roupas, antiguidades e ainda comida. Por esta altura já estávamos cheios de fome, de modo que resolvemos aproveitar para provar as maravilhosas iguarias das tendas. Optámos por um pãozinho recheado com rúcula, cebola, chouriço e queijo Haloumi grelhado. Bem só vos digo, simplesmente maravilhoso! Depois tinhamos de tirar a famosa foto em frente à livraria do Hugh Grant no filme Notting Hill.

 

 

Depois de Portobello fomos visitar o British Museum, que era mesmo junto ao hotel. Fantástico claro! Para mim que adoro tudo o que tenha a ver com o Egipto, ver as múmias, os sarcófagos e a pedra da roseta foi simplesmente a realização de um sonho. E a arquitectura do museu é fantástica!

 

Depois do museu ala para Oxford Street, Picadilly Street e afins, ou seja, as ruas mais movimentadas da cidade de Londres, com as melhores lojas e restaurantes.

 

Como o primo do nosso amigo tinha de ir embora por volta das 20h optámos por jantar cedo, e quando digo cedo, digo 18h, que pelos visto é a hora a que se começa a jantar por lá. Para irmos jantar escolhemos o Nando's, de origens portuguesas e que promete um franguinho no churrasco com peri peri ( piripiri). Até que estava bom e passámos um bom bocado.

 

À saída deparámo-nos com este desfile de Halloween em patins!

 

 

Depois do jantar fomos até Liverpool Street onde os nossos guias iam apanhar o comboio. A caminho do hotel ainda fomos tomar um cafézinho, no meu caso um chocolate quente cheio de natas maravilhoso.

 

Depois e devido às horas a que tinhamos acordado fomos fazer óó, na esperança de no dia seguinte nos encontrarmos para pequeno almoço às 7h30 da matina, de modo a aproveitarmos bem o dia.

 

Amanha continua!

 

xoxo

cindy

Meet the Blogger

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Wholesale clothes, Clothing Wholesalers online from China,cheap korean clothes online WOOK - www.wook.pt
SweetCare - Saúde, Beleza e Cosmética

Calendário

Janeiro 2018

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031