Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

life Inc.

Beauty & Lifestyle

Coisas que só a mim

Esta provavelmente já aconteceu a todos mas não deixa de ser irritante.

 

Numa análise ao roupeiro da M. constatei que tem poucos vestidos, do ano passado nenhum serve e como tenho uma filha vaidosa já ouvi várias vezes esta estação um "quero levar um vestido". E porque na época festiva gosto sempre de a ver de vestidinho, pus na minha lista de afazeres dar uma vista de olhos pelas lojas e tratar de comprar pelo menos 2 vestidos. Como na sexta foi a loucura das promoções (not) e porque tenho a sorte de trabalhar na baixa do Porto, nada como ir dar uma espreitadela e ver se via ao vivo alguns modelos de que gostei. Cada vez mais detesto ir aos centros comerciais ao fim de semana e assim ficava logo resolvido.

 

Primeira paragem - Zippy do Via Catarina. E começa o circo. Mal entro, vem uma funcionária dar a conhecer a promoção da Black Friday, 25% em cartão ( não é a minha modalidade preferida, mas enfim). Tudo bem, a senhora está a fazer o trabalho dela, agradeço e dirijo-me ao vestido. Pego nele, sinto alguém atrás de mim, nova funcionária a dar conta da promoção. Explico que a colega já me pôs ao corrente, continua colada a mim. E esta pressão resulta comigo como? Simplesmente não resulta. Dei meia volta e vim-me embora. Detesto, detesto, detesto.

 

Há lojas onde eu já nem sequer entro por causa disso - Natura, Sephora, The Body Shop. Não tenho paciência para funionários que se colam aos calcanhares e não desandam.

 

Sou só eu que tenho mau feitio?

 

xoxo

Marta

Coisas que não entendo #10

Chega Dezembro e é sempre a mesma coisa. A par daqueles que como eu gostam do mês pela magia que o Natal lhe traz, há outros que começam com o relambório do consumismo e que somos todos más pessoas porque gostamos de dar e receber prendas.

 

Não me entendam mal, eu também não sou apologista de que o Natal deva ser só isso, pelo contrário. O que mais gosto é o convívio familiar, principalmente agora que tenho o meu irmão noutro país e a mana noutra cidade. Porque não vamos para novos e há que priveligiar os momentos em família, de preferência bons momentos. O tempo passado à mesa, as conversas (geralmente meias doidas por estes lados), as iguarias natalícias, os filmes que todos os anos passam na tv e que continuamos a ver como se fosse a primeira vez ( o sozinho em casa, outra vez não sff!).

 

Também me mete impressão ver os shoppings com os parques lotados, a loucura nas lojas, ler notícias em que por pessoa se gasta mais que o ordenado nacional em prendas... Já sei que a Pinypon, por mais que nós pais peçamos para os avós e tios se controlarem, vai receber muitas prendas. Já sei que vou guardar metade e vou-lhe dando aos poucos, porque ela é pequenina, não precisa de ter 5 nenucos, não acho educativo habituá-los a receber mundos e fundos. Eu gosto imenso de dar prendas e de passar tempo a magicar e a pesquisar quala  prenda ideal para aqueles que eu mais gosto. Isso faz de mim uma má pessoa e consumista?

 

Haja paciência e se não gostam do consumismo do Natal têm bom remédio, não dêm prendas a ninguém e se receberem alguma, nada como a irem devolver.

 

Tapa.jpg

 

xoxo

cindy

Meet the Blogger

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Wholesale clothes, Clothing Wholesalers online from China,cheap korean clothes online WOOK - www.wook.pt
SweetCare - Saúde, Beleza e Cosmética

Posts mais comentados

Calendário

Janeiro 2018

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031