Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

life Inc.

Beauty & Lifestyle

Ainda sobre a escola

Ontem recebi imensas mensagens e comentários de mães cujos filhos também não entraram, nem na primeira, nem na segunda, nem em nenhuma das escolhas. Mães de todo o país! Crianças que agora vão para o ensino privado, se os pais tiverem condições de pagar a mensalidade, ou que ficarão mais um ano a cargo da família. Continuo a dizer que não há condições para quem quer se pai ou aumentar a família. As creches públicas têm poucas vagas, as ipss estão lotadas e quando vamos a ver o valor da mensalidade, chegamos à conclusão que somos ricos e não sabíamos! Resta o privado, com mensalidades ainda mais absurdas. Depois chega-se ao pré-escolar e mais uma vez é uma odisseia para arranjar vaga. Não há condições, mesmo!

 

Mas falando de coisas boas. O encontro de ontem com a educadora correu super bem, achei-a amorosa e preocupada em conhecer os hábitos e personalidade da Pinypon. Saí de lá bastante satisfeita e descansada, em setembro lá irá ela para a escolinha! Serão rotinas e horários diferentes, mas ela geralmente adapta-se bem às novidades. Desde que tenha os meninos para brincar e as atividades para fazer, vai adorar!

 

E agora, back to work! Bom fim de semana!

 

xoxo

cindy

___________________________________________________________________________________________________ Se gostaram de ler este post e não querem perder pitada das novidades aqui no blog, basta subscrever o blog por e-mail e seguir-me nas redes sociais Instagram e Facebook ( tudo na na barra lateral direita). ___________________________________________________________________________________________________

A odisseia da escola pública

Pois que ontem finalmente saíram as listas de matrículas no ensino público e como era de calcular a Miss Pinypon não teve vaga. Eu não percebo, com tanto professor no desemprego e com tanta falta de oferta de qualidade a nível de escolas porque é que ainda não resolveram criar mais escolas, mais vagas eu sei lá! Ou melhor eu sei, custa dinheiro ao estado não é? Dinheiro que nós lá pomos quando pagamos impostos. E querem aumentar a natalidade. Pois claro que querem.

 

Tinha escolhido duas escolas com pré-escolar, as únicas com boas referências aqui na zona. Imaginem que na escola com mais salas, apenas entraram 8 meninos com 3 anos e foi porque já tinham irmãos a frequentar o estabelecimento. Em 150 alunos, 8 têm 3 anos. O resto ficou de fora. 80 e tal crianças em lista de espera. Para quem não sabe, os de 5 anos têm prioridade na frequência do pré-escolar, depois entram os de 4 e só depois os de 3. Quando fui ver as listas nem imaginam o número de mães inconsoláveis porque os pequenos não tinha entrado. E depois lemos notícias como esta e pensamos onde estão as condições para que isto se realize?! Onde?! Mais uma medida eleitoral a ver se conseguem votos, não é?

 

Dizem os entendidos no assunto que a altura ideal para os pequeninos irem para as escola é a partir dos 3 anos, nessa idade já sabem socializar e por outro lado as defesas estão mais desenvolvidas. E por isso mesmo chegou a altura da mais nova ir para a pré-escola. Pergunta sempre se podemos ir brincar com os meninos e sinto que só lhe vai fazer bem esse convívio e que vai adorar andar na escola. Felizmente, soubemos no início do mês que abriu mais uma sala na IPSS onde a tínhamos inscrito e que ela tinha vaga. Ao menos isso! Não minto se disser que preferia a escola pública, sobretudo pelo aspeto económico, mas ao menos tivemos essa sorte e gosto bastante da escola.Vai ter natação e sobretudo vai poder dormir a sesta, o que já não acontece na pública. Mais logo tenho entrevista com a Educadora, espero gostar dela!

 

Depois para o ano logo se vê...

 

xoxo

cindy

 

 

___________________________________________________________________________________________________ Se gostaram de ler este post e não querem perder pitada das novidades aqui no blog, basta subscrever o blog por e-mail e seguir-me nas redes sociais Instagram e Facebook ( tudo na na barra lateral direita). ___________________________________________________________________________________________________

Nós e a tecnologia

Hoje em dia a tecnologia está em todo o lado e presente na maior parte dos nossos gestos diários. Gostamos de consultar o e-mail no smartphone, postar uma foto no Instagram, entretemo-nos com um jogo enquanto estamos à espera e quando damos por ela passamos muito tempo de olhos postos no ecran, seja ele do telemóvel, tablet, tv ou pc. Contra mim falo, que gosto sempre de estar "online" embora hoje em dia esteja cada vez menos. Já pouco uso o FB, exceptuando a página do blog e o chat que uso para falar com algumas pessoas. Cansou-me a exposição e ter de dar satisfações sobre os meus passos. Continuo a gostar do Instagram porque adoro fotografia e acabo por seguir apenas pessoas que conheço e ter seguidores também conhecidos. Passo muito tempo em frente ao pc porque a maior parte do meu trabalho é feito digitalmente e o fator e-mail e redes sociais acaba por ser também importante.Mas gostava de passar menos, sou sincera.

 

Ontem li este texto que achei muito interessante. Acho assustador ver crianças (bébés) tão pequeninas e já de tablet e telemóvel nas mãos. A verdade é que eles dominam os aparelhos na totalidade, mesmo sem ninguém lhes ensinar. Mas será só a mim que me parece muito precoce ver bébés de um ano e pouco já agarrados ao tablet para estarem entretidos enquanto os pais fazem qualquer coisa? No outro dia estava numa loja, olho em redor e vejo uma criança de 4 anos num carrinho e embrenhada no tablet enquanto os pais examinavam a roupa. Não gosto de ver a minha filha a jogar no telemóvel e não gosto de a ver com o tablet - só usamos quando vamos de viagem e em último recurso. Ou seja, é a excepção e não a regra. Que me perdoe quem o faz, mas acho que é cair no facilitismo recorrer aos tablets e telemóveis para os entreter.

 

Quando éramos pequenos mal se ouvia falar em computadores e a única coisa que víamos era televisão e mesmo essa em menores quantidades já que a oferta infantil era bem pequena. Passávamos mais tempo na rua (não se ouvia falar dos perigos de hoje em dia) e sobretudo sabiámos brincar. Estarei errada quando digo que a maior parte das crianças hoje em dia não sabe brincar? Não é capaz de se sentar e estar embrenhada nas suas brincadeiras? Enchemos as crianças de brinquedos e depois elas não os usam, ficam encostados a um canto... Felizmente a de cá de casa sabe brincar sozinha, claro que às vezes pede a minha comparência mas regra geral entretém-se bem e adora os seus brinquedos. É capaz de ficar perdida a folhear um livro e isso deixa-me contente. Sempre gostei de ler, continua a ser das minhas coisas preferidas e acho que é uma atividade muito enriquecedora. Incrível o que se aprende quando se lê um livro! Gostamos de a levar ao parque e ir enumerando o que vemos - as folhas, as árvores, as pedras, os animais... mostrar o quanto é bom correr e estar lá fora. Lembro-me sempre de um coleguinha da minha irmã dizer numa aula que o leite e os ovos vinham do animal supermercado. Gosto de a ver brincar ao faz de conta, em que me prepara as maiores iguarias acompanhadas por um cházinho. E de a ver rodopiar na sala a fazer "balé".

 

O fator tecnologia já está tão presente que as crianças já acham que tudo tem ecran touch. Só me lembro dela no Museu de História Natural em Londres a carregar com o dedo em tudo o que era monitor a ver se funcionava!!! Sei que não a posso impedir de querer o tablet e volta e meia apanho-a com o telemóvel. Mas afinal de contas, sou eu (nós) que mando cá em casa e somos nós - pais - que sabemos como queremos educar os nossos filhos. Cabe-nos a nós ter o discernimento e saber o que queremos para os nossos filhos. Já bastam as situações que não podemos controlar e que escapam ao nosso controlo. O ideal é que haja equilíbrio e sensatez.

 

xoxo

cindy

 

PS: atenção que estou a falar de crianças pequenas e bébés, quando são maiorzinhos acho muito bem que explorem as novas tecnologias.

___________________________________________________________________________________________________ Se gostaram de ler este post e não querem perder pitada das novidades aqui no blog, basta subscrever o blog por e-mail e seguir-me nas redes sociais Instagram e Facebook ( tudo na na barra lateral direita). ___________________________________________________________________________________________________

Passatempo de Verão - resultado

E vamos saber quem terá sido a contemplada com o Creme termoativado d'O Boticário?

 

creme_sem_enxague_solar_1690784514559567bccda3f.jp

 

Tcharannnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnn!!!

 

E a vencedora, apurada pelo random.org é... Luísa Pereira! É favor enviar um e-mail para daybiday@sapo.pt com os seus dados para envio do prémio! Parabéns!!!

 

xoxo

cindy

 

 

___________________________________________________________________________________________________ Se gostaram de ler este post e não querem perder pitada das novidades aqui no blog, basta subscrever o blog por e-mail e seguir-me nas redes sociais Instagram e Facebook ( tudo na na barra lateral direita). ___________________________________________________________________________________________________

Dicas da Cindy #12

Hoje o post vem dar uma dica sobre cabelos!

 

Quem usa regularmente produtos de styling já se deve ter deparado com o seguinte problema - o acumular de resíduos no cabelo que mesmo com lavagens frequentes vão ficando. Resultado: cabelo baço, couro cabeludo irritado e por aí fora! O que eu sentia era que nem o champô habitual consegui resolver o problema, nem que ficasse horas a massajar e repetisse a lavagem. Quando me sucede, costumo usar este champô da Pantene: Champô purificante!

 

Champo-Purificante-de-Pantene-2-size-3.jpg

Basta uma lavagem para notarem logo que o cabelo finalmente ficou bem limpinho. Não convém usar muitas vezes seguidas porque a tendência é secar o cabelo, aliás eu sempre que uso tenho de colocar máscara hidratante. Mas realmente é um produto que faz bem a diferença! Aliás, é o único produto capilar que compro no hipermercado.

 

Alguém já conhecia?

 

xoxo

cindy

 

 

___________________________________________________________________________________________________ Se gostaram de ler este post e não querem perder pitada das novidades aqui no blog, basta subscrever o blog por e-mail e seguir-me nas redes sociais Instagram e Facebook ( tudo na na barra lateral direita). ___________________________________________________________________________________________________

Finalmente!

Finalmente entreguei O projeto! Assim mesmo com O maiúsculo porque é mesmo O projeto que mais trabalho me deu nos últimos tempos, ao ponto de me tirar o sono.

 

Uma coisa é certa - continuo a acreditar piamente que o mundo seria melhor se nos regessemos pela velha máxima "cada macaco no seu galho". Nesta caso, entregue-se a arquitetura aos arquitetos e a engenharia aos engenheiros, sem que este últimos resolvam achar que fazem o mesmo que os primeiros e depois metam os pés pelas mãos. Acreditem que depois as dores de cabeça são a dobrar quando vem o chato do arquiteto, neste caso arquiteta, constatar que tem tudo de ser refeito. Nem me passa pela cabeça andar a fazer projetos de especialidade por isso agradeço que também não se sintam tentados a fazer projetos de arquitetura, ainda por cima de execução. Mesmo para quem gosta de fazer projetos de execução - e é o meu caso - foi um suplício todo este processo em que estavam constantemente a serem feitas alterações e cada vez mais aumentava a lista de coisas a fazer. Ea verdade é que projetos de reabilitação sao sempre mais complicados e morosos do que um projeto que parte de uma tábua rasa. Há que respeitar o existente - pelo menos eu assim faço - e tentar casá-lo com a traça comtemporânea.

 

Mas enfim, dificuldades ultrapassadas (espero eu) e tuttti pronti da minha parte (assim o espero). Agora é esperar pela obra e depois mostro aqui o resultado. Diga-se de passagem que gosto muito deste meu cliente, foi um dos que ficou comigo quando saí do gabinete onde estava antes da Pinypon nascer e é sempre um prazer trabalhar com ele porque acima de tudo é uma pessoa correta! E infelizmente já são poucos assim.

 

E agora vou-me dedicar aos outros dois que tenho em mãos!

 

xoxo

cindy

___________________________________________________________________________________________________ Se gostaram de ler este post e não querem perder pitada das novidades aqui no blog, basta subscrever o blog por e-mail e seguir-me nas redes sociais Instagram e Facebook ( tudo na na barra lateral direita). ___________________________________________________________________________________________________

Destaque

Mais um destaque pela equipa dos blogs do sapo! Pelos vistos, gostaram muito dos meus sapatinhos novos! Mas aviso já que são meus :)

 

11694099_939075826135836_4805013693037475383_n.pngObrigada! Best team ever!

 

xoxo

cindy

 

___________________________________________________________________________________________________ Se gostaram de ler este post e não querem perder pitada das novidades aqui no blog, basta subscrever o blog por e-mail e seguir-me nas redes sociais Instagram e Facebook ( tudo na na barra lateral direita). ___________________________________________________________________________________________________

Eu também grito vergonha!

Ontem tive a sensação que voltámos à idade da pedra neste país.

 

Aquando o referendo sobre a liberalização do aborto, votei a favor. Acredito sobretudo que devemos ser livres de escolher. Pior que uma interrupção voluntária da gravidez é uma criança vir ao mundo para sofrer. E o que estava em cima da mesa na altura era continuar a fechar os olhos aos abortos clandestinos ou feitos no estrangeiro ou legalizar o ato e dar condições clínicas a quem a ele recorresse. Por outro lado, tive receio de uma banalização da ivg, que sendo despenalizada houvesse quem a ela recorresse como método contracetivo. E certamente haverá, mas as estatísticas denotam uma diminuição do número de ivg, o que é positivo. Ontem esteve novamente em discussão no Parlamento e os resultados não foram do meu agrado...

 

Acho muito bem que quem recorra à ivg pague taxas moderadoras, afinal de contas é um procedimento médico e porque havemos nós, contribuintes, de andar a pagar pelas decisões dos outros? A insenção não fazia sentido e portanto acho que assim se restabelece alguma justiça nesse sentido.

 

Fiquei foi completamente estupefacta com a obrigatoriedade das mulheres de frequentar consultas de aconselhamento psicológico e social, onde podem inclusive estar presentes médicos que são contra o aborto e funcionarão como objetores de consciência! Que essas consultas fossem facultativas parecia-me uma boa medida, haverá certamente quem necessite desse acompanhamento psicológico. Já agora, obriguem também os pais a comparecerem às consultas, sendo que em muitos casos são eles que se põem de lado e recusam a gravidez. Ridículo! Mas agora estamos numa ditadura em que se obrigam pessoas? Em que tomam uma decisão e estão ali os juízes a tentarem dissuadir? Onde anda a liberdade das mulheres? Somos todas umas tontas que precisam de orientação?

 

Uma tristeza. Um passo em frente, dois para trás.

 

xoxo

cindy

___________________________________________________________________________________________________ Se gostaram de ler este post e não querem perder pitada das novidades aqui no blog, basta subscrever o blog por e-mail e seguir-me nas redes sociais Instagram e Facebook ( tudo na na barra lateral direita). ___________________________________________________________________________________________________

Em tons de rosa

Nunca fui grande fã de cor-de-rosa, principalmente do tom pastel... Mas não resisti nem ao modelo nem ao corte desta blusa da Mango!

 

IMG_4585.JPG

 

Imagino-a perfeitamente num registo mais formal mas também em conjunto com uns calções brancos! Acaba por ser uma peça versátil, o que é certamente uma mais valia. Gosto imenso deste tipo de peça que consegue sozinha dar o mote ao look. E vocês?

 

Diga-se de passagem que se dependesse do styling desta peça na loja online da marca, jamais a compraria. Com as calças brancas, o rosa do top parece muito desmaiado e nada atraente. Mas ao vivo é irresistível e ainda bem que me cruzei com ela. É delicada e adoro o folho na parte inferior!

 

43027678_82.jpg

E para animar a coisa, nada como um baton bem marcante! Neste caso um da Avon na cor Heat Wave - um rosinha bem vibrante como eu tanto gosto!

IMG_4426.JPG

 xoxo

cindy

___________________________________________________________________________________________________ Se gostaram de ler este post e não querem perder pitada das novidades aqui no blog, basta subscrever o blog por e-mail e seguir-me nas redes sociais Instagram e Facebook ( tudo na na barra lateral direita). ___________________________________________________________________________________________________

Atenção mamãs ( e futuras)!

Já várias vezes me cruzei com bébés com poucos meses engalanados com o chamado "colar de âmbar". Para quem não sabe, existe a crença de que estes tipo de adorno facilita o rompimento da dentição, aliviando os sintomas dos bébés. Não é sabedoria popular, se perguntarem a alguém mais idoso ninguém ouviu falar e portanto não é daquelas coisas que tem por base algum conhecimento ancestral Tão pouco sei de onde vem a "moda" mas o certo é que costumo ver os ditos colares nos pescocinhos mais abastados.

 

O que é certo é que o dito colar nunca é retirado, e os bébés chegam a dormir com eles. O que sempre me meteu impressão. Portanto, ontem gostei de ler esta crónica do Dr. Mário Cordeiro, um nome que será sonante para a maior parte das mamãs, já que além de pediatra é autor de vários livros, alguns dos quais moram nas prateleiras cá de casa. o artigo surge na sequência de alguma investigação sobre a veracidade da utilização do colar de âmbar e efetivamente não há nada que comprove a sua eficácia (ou ineficácia). Certo é - e para mim sempre foi esta a primeira questão - que é perigoso que bébés de tenra idade andem com colares ao pescoço. Podem ficar presos e não se conseguirem libertar, podendo mesmo sofrer de asfixiação.

 

Deixo aqui a resposta da faculdade de Medicina de Harvard:

 

"Colocar colares de âmbar no pescoço das crianças é uma prática ancestral, mas constitui um equívoco científico e traduz primitivismo, sendo mais vulgar nas tribos pouco desenvolvidas. Além de não fazer rigorosamente nada, a não ser o efeito psicológico sobre os pais que pensam que estão a fazer alguma coisa num assunto em que há muito pouco de preventivo a fazer – a dentição e as suas dores –, comporta um enorme risco de a criança poder prender o colar em algum local e, com os seus gestos repentinos, mesmo um colar com 33 cm, poder enganchá-lo, sobretudo na Primavera e Verão, em que andam mais ‘esgoleirados’ e, com o movimento brusco, causar um estrangulamento ao nível da ‘maçã de Adão’ – ou seja, laringe e osso hióide, e ainda nas veias jugulares e nas carótidas –, podendo sufocar, causar desmaio ou um golpe de extrema gravidade na traqueia.” Os meus interlocutores do espaço cibernáutico foram unânimes: “É desaconselhável colocar colares de âmbar no pescoço das crianças.”

 

Acham que os supostos benefícios - para quem acredita - são mais importantes do que este perigo que é bem real? Leiam o artigo e depois tirem as vossas ilações! Como em tudo na vida, são escolhas. Mas fazer uma escolha baseada num perigo real parece-me uma má escolha! Pior, uma escolha baseada na vaidade.

 

xoxo

cindy

 

___________________________________________________________________________________________________ Se gostaram de ler este post e não querem perder pitada das novidades aqui no blog, basta subscrever o blog por e-mail e seguir-me nas redes sociais Instagram e Facebook ( tudo na na barra lateral direita). ___________________________________________________________________________________________________

Pág. 1/2

Meet the Blogger

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Contato de e-mail

daybiday@sapo.pt

@life_inc_blog
Follow on Bloglovin

Parcerias

Compre aqui

SweetCare - Saúde, Beleza e Cosmética

Calendário

Julho 2015

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031