Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

life Inc.

Beauty & Lifestyle

Regresso às aulas #2

Vamos falar de lanches para os mais novos?

 

Com a entrada no primeiro ano, a M. tem de levar lanche todos os dias para meio da manhã. A câmara fornece leite com chocolate para esse lanche mas nem ela gosta nem eu quero que ela beba isso todos os dias. E muito haveria a dizer sobre o porquê de ser leite achocolatado em vez de leite simples... se nem as entidades dão o exemplo!

 

A nossa M. sempre comeu bem e sem esquisitices mas no último ano resolveu que havia de dizer que não gosta de quase nada do que lhe põem no prato. Cá em casa tem bom remédio: come na mesma! Mas tem sido um desafio ao pequeno almoço conseguir que ela coma sem demorar uma eternidade e ir variando o conteúdo. Por outro lado, está a dever quase 2 kg à balança pelo que tem mesmo de se alimentar em condições.

 

O meu desafio: mandar um lanche que seja saudável qb e que ela coma sem refilar! No fim de semana abasteci-me no supermercado e agora é ir alternando as iguarias. Tento sempre que leve uma peça de fruta, uns hidratos e leite simples ou iogurte. Já sabem que eu gosto de fazer bolachas e bolos caseiros, acho que é uma ótima maneira de conseguirmos controlar os ingredientes e evitar muitas das porcarias que as bolachas de supermercado têm.

 

E por adorar fazer eu as coisas, adorei estes pacotinhos da Squeez que chegaram cá a casa e que vão dar imenso jeito para os lanches - por serem reutilizáveis, podemos utilizá-los vezes sem conta e enchê-los com sumos, batidos, iogurte ou até purés de fruta! Aguardem por um próximo post sobre eles porque efetivamente vieram facilitar muito esta preparação dos lanches.

IMG_20180917_124030.jpg

 

Para levar o lanche levamos a lancheira habitual que já usamos desde que ela era bébé e que continua impecável! Falta agora comprar um cantil pequeno e umas caixinhas para distribuir o lanche. Hoje em dia há coisas tão giras que até me apetece comprar para mim e estas da Caramello Store e da Little Cloud são de babar!

cad241_1ca27a53b87f4cbbbab718e0b0e144a3~mv2.jpg

cad241_cfdd9d3d1975464e83953af6b001f563~mv2.jpg

Caramello Store

 

unicornboxes1.jpg

cloudlunchbox1.jpg

Little Cloud

 

Primeiro dia de escola

Ontem começou finalmente a escola! Depois de uma apresentação  levezinha na sexta-feira, que acabou por ser mais para os  pais, segunda-feira foi o começo a valer.

 

top-back-to-school-design-ideas.png

 

Lá foi ela de mochila às costas, a pé com o pai, a cronometrar o tempo que demoraram - 10 minutos, mamã! Sentou-se junto de uma amiguinha que já conhecia e que estava tristonha e lá deixou o pai ir embora. Ainda lhe disse que estava com medo mas aguentou-se bem.

 

Quando a fui buscar ao ATL estava radiante, disse que adorou, a professora era uma querida e que tinha adorado o lanche que enviei - amanhã pode ser igual mamã? Veio carregadíssima com outra mochila cheia de material, oferta da Câmara Municipal do Porto, oferta essa que me teria dado muito jeito antes de ter comprado material que agora temos repetido. Mas como seguramente vai haver necessidade de substituir ao longo do ano, fica já tratado.

 

Lições para o próximo ano letivo:

 

- tratar de encomendar os livros com mais antecedência ou então comprar numa livraria física! Ainda estamos à espera dos  manuais que comprámos na Wook.

- tratar das etiquetas também com mais antecedência.

 

Primeiro dia de escola: desafio superado

Regresso às aulas

Este ano a M. ingressa no primeiro ano, vai para uma escola nova e andamos todos ansiosos para ver como corre. Agora que já sabemos a escola em que entrou, temos uma lista de coisas a tratar antes do início deste ano letivo.  E enquanto não saem as turmas e listas de livros e material, fui adiantando serviço e para começar esta nova etapa com o pé direito, nada como encomendar o calçado para a próxima estação. O calçado de verão depois de tantas brincadeiras já está a precisar de reforma e não sei como é por aí, mas cá em casa os pés crescem em proporção do tempo que passam descalços! Mas é sinal de que temos crianças saudáveis e ativas, certo?

 

À semelhança de anos anteriores, fiz a encomenda na loja online Pisamonas. Gosto do conceito, gosto da loja e do fato de se poder encomendar com portes grátis e eventualmente trocar também de modo grátis caso não acertemos com o número que mandámos vir. Tudo à distância de um clique! Aliás a única dificuldade é mesmo escolher o que encomendar, já que há imensa variedade de calçado! Para quem tiver de usar farda, encontra na loja também vários modelos de calçado adequados ao fim. 

IMG_1403.jpg

 

No nosso caso, encomendei umas botas safari já a contar com os dias mais frios, umas merceditas de veludo e uns ténis de lona para este final de verão/ início de outono que se prevê ainda com dias quentes. Desta vez, encomendei as botas safari com velcro porque a M. ainda não atina bem com os cordões e como a escola nova é toda pavimentada em cimento tive receio de (mais) quedas. As merceditas também já são presença assídua no guarda-roupa da pequena, geralmente para usar com vestidos e numa ocasião mais especial. Desta vez optei pelo cinza escuro para fugir ao azul marinho de sempre. Os ténis são ideais para o dia-a-dia e as cores são deliciosas... os rosa e os azuis ganga ficaram-me debaixo de olho mas ganharam os azuis!

 

IMG_1407.jpg

IMG_1396.jpg

IMG_1399.jpg

 

Para o ano já me perco também na secção de menino... E provavelmente vou cair na "pirosice" de combinar o calçado dos manos!

 

O segundo filho

Quando somos pais pela primeira vez tudo é novidade e os dias são uma aprendizagem contínua. Lemos imenso sobre o assunto, vamos às aulas de preparação para o parto e tudo fazemos para que esta coisa da parentalidade corra bem.

 

Quando pensamos no segundo, somos já pais mais experientes, com toda uma escola por trás. Seremos até mais descontraídos em relação a algumas coisas mas ainda mais rigorosos em relação a outras. Calculamos que ter dois dê mais trabalho que ter só um. Que teremos o dobro das preocupações e da despesa. Que os primeiros tempos serão difíceis e de adaptação para todos. Imaginamos isto tudo e mesmo assim partimos à aventura.

 

DontForgetToLaugh-Baby-10-Months-Week_1.jpg

 

E o que nos diz o mundo?

 

"Ah, tens uma filha amorosa e bem comportada? Prepara-te que o segundo vai ser um terror."

 

" O primeiro dorme bem? Vão ver que o segundo não vos deixa dormir..."

 

" Agora com dois, esqueçam as saídas e a vida social."

 

E a melhor de todas... dirigida à mais velha " Quiseste um mano? Mas ele vai-te partir os brinquedos todos".

 

Coisas simpáticas, hein? Não vejo qual o prazer que as pessoas têm em dizer estas coisas. É um facto que os filhos não são todos iguais, cada um terá a sua personalidade mas podem-se explicar onde está escrito que têm de ser o oposto um do outro? É alguma regra matemática? Se um é bem educado, o outro será um delinquente?

 

Também não notamos aquela ciumeira exacerbada da mana mais velha de que toda a gente fala. Notamos sim que está mais teimosa e a precisar de mais atenção mas em relação ao irmão não poderia ser mais querida e dedicada, como já vos falei aqui.

 

É a dita sabedoria alheia, certo? A mesma que quando estamos grávidas faz com que as pessoas tenham prazer em contar histórias de terror sobre o parto. O que vale é que tem boa solução: fazer orelhas moucas!

 

Férias à vista

E este blog vai andar meio abandonado... Deixei alguns posts programados mas faço tenções de aproveitar estes dias para desligar um pouco e aproveitar (ainda mais) os meus.

 

Provavelmente vou andar mais pelo Instagram  - até porque tenho um desafio em mãos - e pela página do blog no FB, por isso vão acompanhando!

 

abf32542e8507b320aa91ee6088f5eb3--vacation-time-qu

 

Boas férias a quem ainda não foi :)

Cá por casa

Ela amassa-o, estrafega-o e enche-o de beijinhos. Faz questão de lhe dar os bons dias quando ele acorda e é vê-la numa impaciência quando ele resolve acordar mais tarde. Já têm o "abraço dos manos" e é incrível como sendo ele tão pequenino, consegue já reconhecer a voz da irmã entre tantas. Mal a ouve é sorriso certo!

 

Já lhe deu o biberão quando tive de ir ao dentista, participa quase sempre no banho, já aprendeu a mudar fraldas e é a minha ajudante de serviço quando é preciso entretê-lo. Chama-o de "meu amor"  e eu derreto-me toda. E estes mimos compensam todo o trabalho a dobrar que vamos tendo!

 

IMG_1376.JPG

 

Acho que lhe demos a melhor prenda do mundo!

 

Packing

Eu já vos disse que detesto fazer malas? Sim, eu sei que já debitei essa minha frustração por aqui vezes sem conta mas continuo na mesma. E agora com mais um elemento na família, dou por mim a pensar como vamos conseguir levar tudo no carro estas férias.

 

Senão atentem! Temos de levar o carrinho, a cama de viagem ou berço - ainda não decidimos - e a tralha toda de baby P. O carrinho ocupa metade da largura da mala... A banheira já seguiu com os meus pais e é menos uma coisa. Da M. tinhamos uma banheira de viagem insuflável que deu imenso jeito mas entretanto já serviu de piscina e furou pelo que desta vez fomos ao IKEA e siga com uma destas. Dará para os próximos anos e fica na casa da aldeia.

 

Depois, as nossas malas. Vou tentar levar só duas. Uma com a roupa deles e outra com a nossa. Acho que estou a sonhar mas enfim... A verdade é que acabo por ir carregada com roupa que depois ninguém usa porque andamos sempre no registo fato de banho e calções durante o dia, quando muito uma roupinha mais composta à noite. Portanto, vai ser um exercício ao meu minimalismo e vou tentar levar pouca coisa. Afinal, é para lavar a roupa que serve a máquina, certo? E felizmente, com aquele calor a roupa seca em 3 tempos.

 

best-funny-quotes-packing-for-a-trip.jpg

Desejem-me sorte e que os deuses do minimalismo estejam comigo! E sim, eu sou aquela pessoa que faz as malas com uma semana de antecedência!

Bébé a bordo #17: amamentação

Poucos temas da maternidade são tão controversos como a amamentação. Toda a gente, TODA, mesmo aquelas pessoas que nem são mães, adora opinar sobre o assunto. Deve ser o tema mais falado e também aquele sobre o qual as pessoas emitem mais juízos de valor, muitas vezes sem conhecimento de causa e pura ugnorância. Mas como diz o ditado "vozes de burro não chegam ao céu" e é ouvir e andar. Nem sempre é fácil ignorar mas a maior parte das vezes dá mais trabalho tentar explicar do que respirar fundo e fazer ouvidos de mercador.

 

75de771f-d8ac-453b-ba55-c8d6b0f86c64.jpg

 

A minha experiência tem sido no geral positiva. As aulas de preparação para o parto que frequentei quando estava grávida da M. foram muito importantes para ficar a par dos benefícios e dificuldades da amamentação. E sobretudo desmistificaram coisas como "leite fraco", " o bébé está a chorar, não deves ter leite suficiente", "acorda de noite para mamar? então é porque o leite não o satisfaz" ou a melhor "sempre na mama? isso já é manha"...

 

Sim, a mama não é só alimento, é conforto, mimo e aconchego. Por isso é natural que o bébé procure mamar quando está desconfortável e não apenas quando tem fome. Daí o conceito " amamentação em demanda livre" que promove a amamentação sem horários, no fundo, sempre que o bébé demonstre sinais de querer mamar. Por exemplo, sempre que temos visitas Dom P. parece que não larga a mama, provavelmente porque se sente desconfortável, custa-lhe a dormir com tanta excitação e recorre à maminha para se acalmar.

 

Não é um caminho fácil. Da M. mesmo estando bem preparada não me livrei de uma mastite, curada com antibiótico amigo da amamentação - não acreditem quando vos dizem que para tomarem antibiótico não podem dar de mamar, há vários que não são prejudiciais para o bébé - e mesmo agora volta e meia dou por mim a meio da noite a tomar chuveiro de água quente para desfazer engurgitamentos e nódulos de leite. Custa, dói mas tudo passa e sinceramente são mais os benefícios que os inconvenientes.

 

Claro que é uma prisão para a mãe. Custa-me não poder decidir em cima da hora ir dar um passeio ou tomar um café com as amigas sem levar o baby atrelado. Ou dar uma saltada à praia com a mais velha por mais de 2h que é geralmente a frequência com que o P. mama de dia. Quando consigo combinar com antecedência ou sei que em determinado dia vou ter de sair, tiro leite com a bomba nos dias anteriores. Mas é uma seca e dispensava bem. E só pela trabalheira de lava biberão, esteriliza biberão e por aí fora, não consigo perceber quem acha mais prático dar biberão que mama. A única vantagem é mesmo poder ser o pai ou outra pessoa a dar.

 

Alguns conselhos:

 

- Dar de mamar sempre que reconhecer os sinais de fome do bébé:  abre a boca; faz movimentos com a língua; franze o sobrolho; vira a cabeça à procura da mama da mãe; leva a mão à boca e suga-a;

 

- Esvaziar a mama antes de oferecer a outra e caso mame das duas, na próxima mamada começar pela última mama oferecida. A composição do leite varia durante a mamada e o leite rico em gordura fica para o fim, pelo que é importante que o bébé consiga assimilar esse leite;

 

- Para aliviar mamas demasiado cheias colocar panos quentes ou recorrer ao chuveiro e tentar esvaziar um pouco manualmente. Após o bébé mamar pode-se colocar um pouco de frio para acalmar;

 

- Durante a noite os níveis de prolactina atingem o seu pico, pelo que é fundamental dar de mamar neste período.

 

- Nos primeiros tempos não usar a bomba porque fará aumentar a produção e poderá potenciar engurgitamentos e outros problemas.

 

- O biberão também só deve ser oferecido quando a amamentação estiver bem estabelecida, normalmente a partir do primeiro mês. Mesmo assim, há outras alternativas, como por exemplo a técnica do copinho;

 

A M. mamou até aos 15 meses, foi fazendo um desmame gradual, vamos a ver até onde chegamos com o baby mais pequenino. Gostava que me contassem as vossas experiências, positivas ou não!

2 meses de Baby P.

Neste último mês andamos a tentar definir rotinas. Não é fácil porque um bébé é tudo menos rotineiro. Mas para bem da sanidade mental de todos e segurança da filha que já cá andava, é mesmo necessário ir delineando alguns horários.

 

As noites têm sido relativamente tranquilas, às vezes lá nos presenteia com uma rambóia noturna mas regra geral vai fazendo intervalos maiores e dorme das 22h às 3h/4h, mama, torna a dormir e depois só mama de manhã. Volta a adormecer e eu consigo tomar pequeno-almoço, adiantar qualquer tarefa e dar um saltinho aqui. No primeiro mês ele nem chegava a acordar quando o pousava na cama, agora lá vai abrindo os olhitos, manda um sorriso mas vai conseguindo adormecer sozinho. Outras vezes precisa do embalo especial do pai que é tiro e queda.

 

De dia vai fazendo algumas sestas ao colo ou na cama. Muitas vezes adormece a mamar e acabo por o deixar ao colinho. Sabe tão bem e eles crescem tão rápido que é aproveitar! E não me venham com a história do "eles habituam-se ao colo e depois é que vais ver!", colo é segurança e garanto que a primeira não ficou estraga, pelo contrário. 

 

IMG_20180719_110657.jpg

Almofada de Amamentação Zippy e Fralda Primark

 

E os sorrisos são a grande novidade por estas bandas, Deliciosos e muitas vezes dedicados à mana, que diz que ele é o maior fofinho e o melhor irmão e só não gosta muito quando ele chora. Eu também não mas que remédio, faz parte do conjunto. Gargalhadas só a domir, é demais!

 

Já se entretém na espreguiçadeira por pequeninos espaços de tempo, lá vai agitando as mãos e fazendo abanar os bonecos. Cansa-se facilmente e toca a fazer soar a sirene - leia-se abrir as goelas. Quando quero mesmo fazer alguma coisa inadiável, é só metê-lo no sling que é soneca certa! Claro que o sling não resolve tudo mas é uma grande ajuda para além de prático.

 

E como esta noite foi de rambóia, vou só ali bocejar um bocado!

1 mês de Baby P.

O tempo passa rápido... sobretudo quando é bem passado! Conheço muita gente que não morre de amores pela fase de recém nascido e bébé mas eu adoro e acreditem que já noto imensas diferenças em relação aos primeiros dias e peço ao tempo para andar de-va-ga-ri-nho...

 

Baby P. come, dorme, chora, faz chichi e cócó e sorri imenso, principalmente para a irmã. Ainda se deve lembrar dos bons dias gritados a plenos pulmões para a minha barriga, durante meses. Aproveitámos esta semana de bom tempo para passear (finalmente!) e só espero que o calor continue para poder colocar os refegos do moço ao léu.

 

IMG_0648.JPG

 

E à velocidade que o gordito cresce e engorda vou precisar de investir não só em roupa mais quente nos saldos ( estamos em modo poupança!) mas também em roupa fresquinha para o calor. Tenho ali peças que já deixaram de servir mas felizmente até agora não ficou nada por estrear.

 

A mana mais velha vai tendo alguns ciúmes e temos tentado fazer programas com ela em modo filha única. Esta semana demos um saltinho à praia, às vezes vamos as duas às compras ou vai jogar futebol com o pai. E claro que se ressente quando cá vêm visitas e só têm olhos para o bébé. Felizmente que há pessoas com bom senso que fazem questão de lhe trazer um miminho e ir brincar com ela.

 

Hoje o pai regressou ao trabalho e resolvi que a M. não ia à escola. Afinal, para o próximo ano letivo não vai poder ter esta flexibilidade já que o primeiro ano já implica mais responsabilidade. Ficar com os dois em casa roça o limite da insanidade mas até que tem corrido bem!

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

SweetCare - Saúde, Beleza e Cosmética

Calendário

Setembro 2018

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30