Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

life Inc.

Beauty & Lifestyle

Breves

Miss Pinypon já está bem melhor, anda toda contente a brincar pela casa e como até já faz asneirolas podemos concluir que está a voltar ao seu estado normal! A ver se este fim de semana saímos da reclusão e aproveitamos o bom tempo para arejar, embora sem grandes passeios ainda...

 

11248009_912115005549021_464186323_n.jpgTenho de começar a pensar em ir comprar a prenda do aniversário do S. que para a semana fica mais velhote, mas felizmente ainda está bem conservado. Já sei o que vou comprar, faltam agora uns pequenos miminhos para completar!

 

Bom fim de semana e não se esqueçam de participar no passatempo!

 

xoxo

marta

 

Quem tem filhos...#3

Tem sarilhos!

 

Pois que às 3h da manhã fomos a correr com Miss Pinypon para a Cuf! Acordou a arder em febre e a delirar e não estivemos com meias medidas! Ala para a urgência...

 

Diagnóstico: início de pneumonia. Os cuidados habituais, ir baixando a febre, dar muitos líquidos e sobretudo ir lembrando para tossir. Pelo menos até ao fim de semana de molho em casa... Ficou o S. com ela e nos próximos dias será ele a ficar de serviço.

 

Custa-me não poder ficar eu com ela mas que remédio... sei que com o pai fica igualmente bem entregue.

 

xoxo

marta

Pinypon report

Sou só eu que acho que os miúdos crescem imenso no Verão? Sempre que olho para ela parece-me mais menina e esticada, menos bébé e com refeguinhos. Acho que as férias servem mesmo para isso, para os miúdos aproveitarem o ar livre, a praia, o rio, a piscina, os avós e as coisas boas da vida. Quando damos por ela, as calças estão curtas e as t-shirts mais justas.

 

A grande aprendidzagem deste verão foi mesmo ela ter perdido o medo da psicina. Sempre preferiu praia ou rio, na piscina só ao colo e mesmo assim notava-se que ficava com medo. No início do ano letivo anterior soubemos que uma das atividades era natação. Ela começou por ir mas notámos que as aulas não eram muito do agrado. Pelos vistos, também não o eram de muitos outros coleguinhas e aos poucos deixou de ir. Porque tinha medo e não podia usar bóias. Porque eram 2 professores para não sei quantos miúdos e nem dava para ir ver em que condições eram as aulas. Com a resistência dela ficámos apreensivos e concordámos que seria melhor aguardar.

 

No início do verão viu um vídeo do primo João todo contente na água e com umas braçadeiras. Disse logo que também ia fazer isso na piscina. E não é que fez? Aos poucos foi-se largando de nós e quando achei que estava pronta deixei-a a flutuar toda contente com as braçadeiras. Agora parece um peixinho, dá às mãos e aos pés na perfeição e assim vai percorrendo a  piscina!

IMG_8806.JPG

 Ficou tão orgulhosa do seu feito, só sabia dizer que estava crescida! Minha rica filha, não cresças muito rápido!

 

356.jpeg

 xoxo

marta

 

Quem tem filhos... #2

Pois que estivemos uns dias fora... Tínhamos resolvido ir espairecer uns diazinhos no final do mês, marcámos hotel e fazíamos planos de nos pôr de papo para o ar caso apanhássemos tempo bom ainda. Pois que o tempo até esteve mais ou menos mas...

 

Miss Pinypon achou por bem trazer mais uma virose da escolinha e nada como nos presentear com a doença mãos-boca-pé. Já ouviram falar? É uma coisa giríssima! Começou com febre no domingo, depois passou. Segunda fomos à piscina e depois começaram a aparecer umas borbulhitas... pensámos que fosse alergia ao cloro, já que a pele atópica pode ter esse tipo de reação. Terça começou a aparecer nas mãos e pés e quarta já estava na cara. Dia de anos do Pai e nós recambiado para casa. Ai vida, lá viemos nós embora e diretos à Cuf. Diagnóstico feito e nós mais aliviados.

 

Agora é recuperar em casa de mais esta ronda dos virus!

 

xoxo

cindy

A respeito de educar filhos

É difícil.

 

Às vezes queremos ceder mas sabemos que temos de manter o "não". Queremos abraçá-los mas sabemos que temos de ser firmes. E sobretudo temos de nos lembrar que os filhos seguem os nossos exemplos e que nós somos os "heróis" deles. É importante transmitir segurança mas também é essencial que se apercebam dos diferentes estados de espírito e aprendam a lidar com eles - com a felicidade, tristeza, frustração e impotência.

 

E sobretudo, não dar sinais contraditórios - não há coisa pior que ter pais que não estão de acordo com o não e o sim. Ou os pais dizerem uma coisa e os avós, tios e o piriquito fazerem outra. Pessoas, entendam que quando um pai diz que não quer ou quer determinada coisa para o seu filho, é para cumprir, sob pena de os pais perderem a confiança na pessoa e se gerar um clima de conflito. Até podem não estar de acordo mas OS PAIS É QUE SABEM. Sempre. Podem obviamente opinar, mas daí a não respeitarem os pais e a fazerem como bem entendem vai uma grande diferença. É uma questão de RESPEITO.

 

E para terminar, deixo aqui esta maravilhosa entrevista. Não concordando com o método estivill para dormir, gosto no entanto das considerações deste pediatra sobre a rotina e a segurança que isso transmite à criança ( e aos pais). Depois da polémica entrevista de Carlos González ao mesmo jornal, é engraçado ver duas posições tão diferentes. Concordo com uma e com outra, no equilíbrio é que está a virtude. Nem 8, nem 80. Queremos criar futuros adultos com valores e não selvagens ou adultos mimados que vão ao sabor do vento.

 

xoxo

cindy

Da educação

Isto de criar filhos é assustador. Uma tarefa para a vida, a tempo inteiro, 24h por dia, 7 dias por semana... Um autêntico desafio.

 

O mês passado fui dar uma aula de inglês a uma turma do 1ºano. Criancinhas de 6 anos, inseridas num contexto socio-económico complicado e com núcleos familiares desagregados. Assustei-me e muito. Não tanto pelo aparato e devastação na sala de aulas, mas pelo fato de ser mãe e ter pensado no futuro daquelas crianças e do quanto os pais se desresponsabilizam os filhos, deixando os pequeninos em modo de auto gestão, sem regras, sem valores, num estado de completa selvajaria. Chocou-me. Entrei em contato direto com a realidade de que os professores tantas vezes se queixam - que os pais se demitem da sua função de educadores, esperando que na escola eles aprendam não só conhecerem mas também a serem e a estarem. Angustiou-me projetar aquelas crianças num futuro ainda longe, enquanto cidadãs deste país. Assustou-me aperceber-me do quanto carentes e desejosas de atenção eram.

 

Este acontecimento deixou-me numa angústia terrível porque só pensava na minha querida filha e do quanto eu lhe quero bem e me esforço por desde pequenina a educar nos nossos valores. E o quanto é importante trabalhar nisto todos os dias. Sim, é fácil deixá-los fazerem tudo o que querem, dizer sempre sim, fechar os olhos e dizer que é só hoje. Às vezes custa-nos mais a nós dizer que não do eles o ouvirem. É preciso haver união entre pai e mãe de modo a que nem um nem outro se desautorizem, mesmo que seja preciso traçar estratégias em privado. E do importante que é dar-lhes as bases para se saberem comportar, quer seja em casa ou na escola.

 

E já diz o ditado: " de pequenino se torce o pepino". Nunca é cedo de mais para começar.

 

xoxo

cindy

Férias e filhos by barbie

Estes ultimos dias têm sido diferentes.

 

O Zezito foi de férias com os meus pais, que vieram cá no dia do meu aniversário.

 

A Lurdes chorou baba e ranho, também queria ir. Depressa lhe passou a fita e depressa percebeu que por alguma tempo iria ser a Rainha da casa.

 

E nao é que tem sido uma surpresa? Parece que se transformou.

 

Continua eléctrica e chatita, nao quer ver um filme na sala sozinha e anda sempre atras (em cima) de mim. Mas, está muito mais calma e brinca imenso sozinha. Vê filmes, arruma e desarruma, fala, canta e dança, quase nao dá que fazer.

 

O Zezito la está, cheio de saudades, mas os avós têm andado com ele para todo o lado, mostram-lhe os castelos, as piscinas, os quintais, as plantas e os animais. Acho que lhe faz bem estar lá, acho que lhe faz bem estar sem os pais. E acho que esta a ser fantástico para os meus pais, que estao quase sempre sozinhos, agora que os pintainhos todos ja sairam do ninho.

 

Eu continuo na mesma, um bocado mais introspectiva, tenho-me esforçado imenso por me animar, apesar de tudo continuar igual. Tenho andado bem disposta, alegre, animada . Em suma, tenho estado feliz.

 

E nao é o que todos queremos?

 

 

Barbie

Disto e daquilo by barbie

Por cá muito se tem passado, entre uma coisa e outra tenho andado ocupada, e nem tem sobrado tempo para passar aqui.

 

Na sexta-feira foi a apresentação dos míudos nas escolas, e em simultâneo eu tive uma entrevista para um trabalho a tempo parcial.

Deixei-os lá e fui à entrevista. A tarde foi passada em compras e arrumações.

 

No sábado fui mais uma vez para o Mercado Quebra Costas em Coimbra. Só vos digo que é muito cansativo, até pela logística que envolve e pela própria localização do Evento. À noite tive um jantar em casa de amigos e no domingo mal me aguentava em pé!!!

 

Ontem foi o primeiro dia de aulas dos miúdos (estão os dois na mesma escola). O Zé foi na carrinha, a Lu não quis ir na carrinha e eu fui levá-la. Resultado : ficou a gritar como uma louca. Dei ordens para a mandarem para casa na carrinha, ao fim e ao cabo , tem de se habituar. Lá chegou , bem disposta e esfomeada LOL. Passou muito bem o dia, pediu mais comida ao almoço (LOL) e portou-se bem.

Hoje enfiei-a na carrinha e lá ficou aos gritos, mas acredito que depressa se terá calado.

Vou buscá-la agora para a levar a consulta dos 3 anos, e depois já fica comigo em casa o resto do dia, mas amanhã já fica todo o período.

 

O Zézito está a adorar a escola nova, já se sente mais crescido numa escola maior:)

 

A mim , na realidade , só me incomoda o facto de eles terem de ir almoçar à escola do lado (com os do 2º e 3º ciclos), porque além de estarem misturados com os mais velhos, têm de fazer o percurso a pé, ou seja, ao sol, ao vento ou à chuva!!!

 

Uma das coisas que eles têm de ter na escola são galochas e capas para a chuva!

 

Incrível que uma coisa destas aconteça nesta era!

 

Eu ontem queimei-me nos 3 primeiros dedos da mão direita com caramelo, portanto, o tempo que demorei a abrir a torneira com a mão esquerda para pôr a direita na água fria foi o suficiente para ter os dedos cheios de bolhas , e é por isso que não escrevo mais hoje, apesar de ter mais coisas para contar e fotos para partilhar (nomeadamente da minha cor de cabelo e corte feitos em casa , pour moi!!!)

 

 

Beijoca e até amanhã

Barbie

Féria by Barbie

Cá em  casa começam hoje as férias.

 

A Lu fica em casa a partir de hoje, estava previsto que fosse à creche ainda este mês, mas por razões de ordem vária , (em especial as financeiras, que o negócio está parado e quando não entra também não pode sair),  estamos de férias.

Vamos dividir-nos entre a praia e as piscinas, aguardar a visita de familiares, e daqui não devemos sair.

 

Eu vou trabalhando em algumas encomendas  (poucas) e vou tentar aproveitar os quentes serões para trabalhar numa manta para a minha cama.

 

Agora , um update personalizado:

 

. Zezito: passou para o 4º ano (4ªclasse LOL), com ótimas notas, como habitualmente, ou seja, nota máxima a tudo. Está muito crescido, em tamanho e nas conversas, nos interesses, etc. É um bocadinho chato e as férias são terriveis para ele, que adora o convivio da escola.

Por falar em escola, parece que a dele vai mesmo fechar, mas isso daria outro post. Como presidente da Associação de Pais tenho andado numa roda viva de reuniões, assembleias, petições e etc. sem grande sucesso acho eu. Logo se verá.

 

.Lu: a creche estes meses fez-lhe muito bem. Largou as fraldas , depois de um inicio muito complicado, em que fez febres e retenções (passava dias inteiros sem fazer xixi), mas depois lá conseguiu controlar-se e agora não faz fora da sanita. O cocó está quase controlado e as noites também.

Adora cantar,  canta tudo e mais alguma coisa. Adora desenhar" sois amalelos e com muitos paus". Adora  brincar com os nenucos, as camas, as comidas, as vassouras. Mas também adora jogar a bola, brincar com os carrinhos do irmão, os legos etc. É muito carinhosa, mas mãe e pai dependente. Um stress. Há cerca de 2 semanas deixou de adormecer sozinha. Temos de nos deitar ao lado dela o que pode levar-nos ao desespero, pois pode demorar horas.  Estou convencida que isso vais melhorar pois ela em casa faz sestas mais pequenas que na creche, logo, tem sono mais cedo;)

Adora comer, ao contrário do irmão , que se pudesse punha um cateter para se alimentar lol. Ela é petisqueira e pede comida, escolhe ementas e está enorme. A sério, na creche é a maior da sala dela, não esquecendo que nasceu com 2 quilos! Esta no percentil 80 (mais ou menos) , mas também , tudo o que come tem de ir para algum lado.

 

. Eu: ando com dores numa perna (a esquerda). Isto provavelmente deve-se à maldita fibromialgia que afirmam que eu tenho. Tenho tido muitas crises , de diferentes dores e incómodos que eu lá vou ultrapassando, em especial na altura da menstruação. Desta vez , esta perna está a matar-me. é uma dor horrível que a percorre toda, de alto a baixo, e que nunca passa, há cerca de semana e meia. Ontem tomei um comprimido a ver se melhorava , mas pouco. Tenho consulta dia 15 vamos a ver se aguento até la. Vou tentando não pensar nisto, e lá se vão passando os dias, com alguma desconforto.

Em relação à laqueação, foi a melhor coisa que eu fiz. Estou muito mais descansada, psicologicamente é muito melhor para mim, e deixei de vez os preservativos! O fluxo aumentou um bocado, e como eu tenho muitas varizes no útero e vizinhança, torna-se doloroso. Provavelmente vou ter mesmo de tomar a medicação para isto :( Dia 15 verei. (eu ando sempre a evitar todas as medicações que me receitam, detesto ser dependente).

 

Comecei a usar lentes de contacto.Tenho astigmatismo míope há muitos anos, mas ultimamente o olho esquerdo piorou muito , pelo que me faz uma grande diferença andar sem correcção. Vejo tudo desfocado. Os óculos aguento bem em casa , mas na rua não consigo usar. Decidi tentar as lentes, e tirando algum desconforto e algumas pequenas dificuldades a por e tirar, estou a adaptar-me bem, se bem que a graduação tem de ser um pouco aumentada. Fica um pouco caro, mas acho que compensa, tendo em conta a qualidade de visão que melhor muito.

Comecei a caminhar todos os dias à noite, cerca de 30 minutos. Estou a ficar um pouco flácida, e além disso, acho que é bom para  as articulações e músculos. Este género de doença não quer a inactividade, senão ainda piora mais.

Ando farta de cozinhar , mas não de comer, por isso aceito sugestões de ementas simples:-)

 

De resto sinto-me bem, física e psicologicamente, se bem que com altos e baixos, como todos nós.

 

. Ken: anda muito cansado, tem dormido muito mal, e tem trabalhado muito. Fica rabugento e descarrega em mim. No entanto, e apesar disso, é um amor, ainda nos divertimos e rimos muito juntos (de vez em quando também nos zangamos e atiramos com os tachos um ao outro).  Tem mais paciência do que eu para os miúdos, mas isso, já toda a gente sabe...

 

 

E aqui ficou um pequeno resumo das nossas vidas

 

E vocês , o que contam?

 

Barbie

Fim-de-semana by barbie

Foi uma porcaria. Mesmo.

A limpar vomitados, ora de um, ora de outro. Lavar lençois, pijamas , cobertores , almofadas, e muito vomitado.

 

Que os miudos de vez em quando ficam doentes todos nós sabemos, e que vamos ter muito dias (e noites) assim em claro, a dar xaropes, e colo, limpar e lavar, correr pro hospital também.

 

O que me está a irritar mesmo (agravado por várias noites sem dormir e por não poder tomar um duche enquanto não lavar os cobertores que estão na banheira) é que ESTA virose teria sido facilmente evitada.

 

Como? Vou contar a história.

Uma menina da escola do zé teve um acidente de automóvel. NAda de grave mas bateu com a cabeça e partiu os dentinhos de leite, pelo que teve de ficar internada para observação.

Onde? no hospital pediatrico. Mais concremente? Nuns quartinhos que lá existem e que servem precisamente para isso, para crianças que estão em observação, sejam acidentes, gastroentrites, dores , etc. O meu filho já lá esteve internado 3 dias. Com uma virose, que o fazia vomitar sem parar e lhe provocava sonolência e dor de cabeça. Esteve a soro vários dias e quando melhorou veio para casa. No mesmo quarto esteve um menino com 3 ou 4 anos que caiu e bateu com a cabeça.

 

Voltando à menina da escola, ela ficou num destes quartos (de 3 camas e 3 cadeiroes para os acompanhantes) com 2 crianças com gastroentrite. Conclusão: a escola em geral está com gastroentrite.

 

Seria assim tão dificil isolar os que têm doenças contagiosas? ou isso só se aplica à gripe da moda A.

 

A mim parece-me totalmente descabido "provocar" a doença em tantas crianças, que passam aos irmão, que passam aos pais, que têm de faltar ao trabalho, etcetc.

 

É o país que temos, com os gestores que temos (pagos com os nossos impostos !?), que temos de aguentar e cara alegre!

 

Vou esperar que o vírus se entranhe em mim.

 

Beijinhos e boa semana.

 

 

 

 

Meet the Blogger

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

SweetCare - Saúde, Beleza e Cosmética

Calendário

Abril 2018

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930