Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

life Inc.

Beauty & Lifestyle

Bébé a bordo #20: o sono

Lembram-se deste post? Pois que tratei de meter mãos à obra e estudar o assunto. E agora estou-me a benzer porque estou com medo de me "gabar" e depois a coisa descambar. Mas vamos lá!

 

Para falar de sono temos também de falar de alimentação, seja aleitamento ou amamentação, já que nos primeiros meses estão os dois par a par e se um não corre bem, o outro também sai prejudicado. Do mesmo modo, não podemos falar de noites boas sem sestas boas durante o dia.

 

people-who-say-they-sleep-like-a-baby-usually-dont

Começando pela amamentação... Tanto a M. como o P. nunca foram bébés de acordar de 2h em 2h para mamar. Em recém-nascidos faziam intervalos de 4/5h durante a noite e nunca tivemos problemas de sonos trocados, em que os bébés não distinguem o dia da noite. Após o primeiro mês começaram a espaçar as mamadas noturnas e a fazer intervalos cada vez maiores. Quando escrevi o post acima, estávamos em pleno 4º mês e a título de curiosidade fui consultar os arquivos do blog e pela mesma altura escrevi um post semelhante sobre a M. Acredito que estivéssemos a passar por uma fase menos boa, seja pela regressão do sono aos 4 meses de que tanto se fala, seja pelas vacinas em si.

 

O que é certo é que resolvi começar a fazer aquilo que tinha dado resultado mais tarde com a M. O que eu (nós) notávamos é que quando a qualidade de sono durante o dia era má, a noite também não corria bem, com inúmeros despertares e pedidos de maminha para sossegar. Tornava-se imperativo melhorar a qualidade das sestas durante o dia! Ora baby P. adorava mamar e adormecer no colo da mãe. Também gostava do embalo do pai e se nós nos sentássemos era um "Ai, Jesus!". Nada contra, os primeiros meses são mesmo para estes miminhos extra porque o tempo foge e o colo não vicia, mas o que é certo é que fazia sestas curtas de meia hora no máximo, o que não supria as necessidades de descanso. A solução foi começar a habituá-lo a fazer as sestas na cama dele.

 

A meio de Outubro deixámos o berço e passámos para a cama de grades, embora ainda no nosso quarto. Enquanto ele mamar de noite não faz sentido mudar de quarto e andar num vai e vem, principalmente com o tempo frio. Cama de grades instalada e pais preparados para muito berreiro. Após ler sobre o assunto e tendo plena noção que não íamos deixar o baby Pêpê a chorar desalmadamente, começámos por implementar uma rotina de sestas que atendesse aos sinais de sono que ele fosse dando. E descobrimos que idealmente ele precisa de fazer 3 a 4 sestas, 3 de menor duração e 1 maior. Portanto, andamos numa rotina de acordar, mamar, higiene, brincar, sesta e assim sucessivamente. Acabamos por dissociar a mama do sono porque introduzimos o brimcar ali no meio. E a coisa começou a correr melhor. Mama, brinca e quando começa a dar sinais de rabujice, cama com ele. No início reclamava mas um de nós ficava lá até acalmar e hoje é só deitá-lo, dizer " Pêpê é hora de nanar", ele vira-de para o lado e fica. Claro que há dias piores mas tem corrido quase sempre bem. Nós conseguimos descansar e fazer outras coisas e ele consegue ter o descanso merecido.

 

E com esta nova rotina, não só ele começou a dormir melhor de dia como as noites voltaram ao normal e o mais importante - consegue adormecer sem ajudas de embalanços e cantorias às tantas da manhã. Não nego mimo nem colo a nenhum dos dois mas acho que conseguem imaginar o desespero de às tantas da manhã andar a embalar um bébé que não dá sinais de ir adormecer nos próximos tempos. Principalmente, quando se vai trabalhar no dia seguinte, como o caso do S. Além disso, um bébé que dorme bem é um bébé bem disposto e feliz! E acreditem, se eles adormecem sozinhos é porque se sentem seguros. Não é isso que queremos para os nossos filhos? Segurança e conforto! Um bebé que adormece sozinho é capaz de acordar e voltar a adormecer sem precisar de ajudas ( colo, cantorias, mama, embalo) e se tiverem um "malandro" daqueles que acorda de 2h em 2h durante a noite para mamar, ponderem se não será porque não consegue adormecer sem essa ajuda.

 

Voltando à amamentação. Pelas 20h dou maminha pela última vez. Este timing também é importante e suscetível de ser ajustado consoante as estações do ano. Agora com a mudança de hora e como anoitece mais cedo, temos notado que provavemente já é tarde para o deitarmos - mama pouco porque já está KO - e vamos começar a antecipar esta última mamada. Maminha dada, beijinho de boa noite e cama. Às vezes choraminga e precisa de um pouco de companhia mas depois é seguido até às 4h/5h da manhã. Nova mamada e caminha com ele, fica até de manhã.

 

Agora que já leram este testamento, e tendo em conta que não sou nenhuma especialista e estou a relatar a minha experiência, o que eu queria salientar são três coisas:

 

- sem sono de qualidade durante o dia não há sono de qualidade durante a noite;

- ensinar o bebé a adormecer sozinho é complicado mas vale a pena. Não acontece da noite para o dia (ahahahah) mas vai dando frutos e vão notar bem a diferença.

- se durante o dia o bebé espaçar muito as mamadas, vai querer repor o que não mamou durante a noite, por isso, mais vale dar de mamar mais amíude durante o dia e verem se as noites começam a ser mais tranquilas.

 

Recomendo-vos ainda a leitura do livro "10 dias para ensinar o seu filho a dormir" da Filipa Sommerfeldt, que foi lido por ambos os pais e ajudou bastante a perceber algumas questões e a instaurar uma rotina diária de sonos.

 

Só me resta desejar-vos bons sonhos!

Welcome November

Novembro chegou e tenho esperança que seja um bom mês!

 

Hello-November-on-nature-landscape-with-lake-and-y

  

O frio instalou-se e sabe mesmo bem estar no aconchego do lar com umas malhas quentinhas e umas mantinhas. Só dispensava a chuva que nos tem mantido em casa. Já temos novamente o bébé constipado - isto acaba quando? Vai ser assim todo o Inverno? A verdade é que andamos todos fungosos e ranhosos e não há meio de nos livrarmos destes virus todos.

 

A licença do pai também está a acabar e vai-nos custar o regresso dele ao trabalho. Baby P. tem adorado que o pai esteja em casa, acorda e procura logo por ele para começar a brincadeira... E custa bem menos em termos de logística estarmos dois em casa! O começar das sopas e papas está aí à porta e estou desejosa de ver a reação. O tempo passa muito rápido como sempre... Tenho tentado aproveitar o máximo este bébé bom mas tenho sempre a sensação que o tempo nos foge e receio de mais tarde não me lembrar das pequenas coisas. Lady M. também está uma crescida, entusiasmada com as aprendizagens do primeiro ano e muito dedicada à escola. A adaptação à nova escola e turma tem corrido bem e estamos já embrenhados na rotina do dia-a-dia.

 

O aniversário do blog também é este mês e se tudo correr bem vamos ter um passatempo para premiar os leitores mais fiéis. E começam os preparativos para o Natal, a escolha dos presentes e as compras... por falar nisso, já se inscreveram no Pai Natal secreto 2018?

 

Um bom mês de Novembro a todos!

Bébé a bordo #19: a licença de parentalidade

Quem já é leitor assíduo aqui no blog, sabe que quando a M. nasceu eu estava desempregada ( não me renovaram o contrato por extinção do posto de trabalho, ainda estava eu grávida!) e depois resolvi começar a trabalhar como freelancer e ficar com ela nos primeiros 3 anos. Isto porque feitas as contas e em plena crise na construção, ter um emprego a recibos verdes e ainda pagar creche não dava com nada por isso foi esta a solução que adotámos e correu super bem. Tive a sorte de ir conquistando clientes e quando finalmente saímos da crise, a coisa estava encaminhada.

 

Quis o destino que em 2016 eu começasse a trabalhar no setor público, pese embora tivesse nessa altura vários projetos em mãos. A decisão foi fácil de tomar... quem não quer um emprego em que sabe que tem segurança a nível remuneratório? Felizmente, pude e posso continuar a projetar fora das horas de trabalho.

 

Mas chegando ao assunto de hoje... Engravidei, o baby nasceu e pedimos a licença de parentalidade - 5 meses para mim, o 6º mês para o pai. Mas pretendendo manter a amamentação até aos 6 meses em exclusivo, começámos a falar de pedir a licença alargada. Não é uma decisão fácil de tomar, os 90 dias possíveis da licença alargada de apenas um progenitor são pagas a 25% apenas. É um enorme rombo no orçamento, principalmente quando já estamos a pagar berçário desde setembro para garantir a vaga. Mas digo-vos que nem sei que me parecia em deixar o baby P. aos 6 meses no berçário, quando a irmã tinha estado comigo até aos 3 anos... Eu sei que são as voltas que a vida dá mas uma pessoa sente-se inevitavelmente culpada nestas coisas dos filhos...

 

licencia-por-maternidad-culpa.jpg

 

Portanto, neste momento está o pai de licença e eu de férias... Só volto ao trabalho em Fevereiro e a adaptação ao berçário será feita a meio de janeiro, progressivamente e esperamos que corra tudo bem. Ontem tivemos reunião de pais e já conseguimos ter uma noção das rotinas que ele terá nessa altura. Os 6 meses estão quase aí - como é possível?! - e a ideia é começar com a alimentação complementar e ir seguindo os horários praticados na creche.

 

Não acham que deviamos poder ficar com os filhotes no primeiro ano? Podem-me falar de como foi convosco? Correu bem a adaptação?

Tudo a postos para um Outono e Inverno bem quentinhos e aconchegados?

Nestes últimos dias o tempo frio deu finalmente sinal de se estar a instalar... pelo que urge começar a preparar os roupeiros cá de casa para a mudança de estação.

 

Se com apenas uma filha já me custava andar a escolher o que deixou de servir, agora com o mais pequeno até mete dó! Pegar naquelas roupinhas cutxi-cutxi e saber que não vão voltar a ser usadas... Tenho guardado algumas coisas, as peças mais especiais ficam cá em casa e o resto há-de ir para casa dos meus pais para guardar. Pode ser que sirvam para os sobrinhos cof cof.

 

Graças às compras que fui fazendo em saldos, já tenho muita coisa orientada! Principalmente para a mais velha... Ontem já passei pela Primark para comprar bodies e babygrows. São de boa qualidade, não ficam pingões quando vão a lavar e os padrões são giríssimos! De roupa tenho comprado pouca coisa lá, acho tudo folclórico... Mas gostei destas pecinhas com padrões de inspiração nórdica e estes tons neutros acabam por ser os meus favoritos!

 

N35397174631464-xlarge.jpg

N35397174984140-xlarge.jpg

Primark

 

A Mango também tem peças giras, como sempre. Habitualmente é uma das minhas lojas preferidas para comprar para a M., tem peças diferentes e de boa qualidade. No caso dela, algumas transitam de ano e estão sempre impecáveis!

 

33093051_94_D9.jpg

33093784_51_B.jpg

Mango

 

Outra das minhas lojas preferidas para o baby é a Sfera. Comprei lá coisas tão giras no verão... E esta coleção de Outono/Inverno está amorosa, cheia de malhas quentinhas!

0280282401570857779_1_.jpg

0280282401570976593_1_.jpg

0280282401570976616_1_.jpg

0280282401570976814_2_.jpg

 Sfera

 

Uma das cores que tenho adorado ver nas coleções dos mais novos é o amarelo mostarda. Fica super giro misturado com cinzas e beiges!

 

Resta-me agora começar a empreitada de arrumar os roupeiros... desejem-me sorte!

Breves

Ainda nem chegou o tempo frio e as viroses já andam aqui por casa...

 

IMG_1896.JPG

 

O nosso  pequenito começou com tosse há umas semanas e não há meio de passar. Na quinta voltámos ao pediatra, nova medicação e caso continue vai ter de fazer raio-x para ver o que se passa. Custa muito vê-los assim tão atacados, felizmente a tosse é durante o dia e as noites têm corrido bem nesse aspeto. O que acontece é que está bastante irrequieto - já vi que é um dos efeitos secundários da medicação - e chora bastante mais que o habitual. Esta noite foi um suplício, sempre a resmungar, acho que das 2h às 7h nem consegui dormir, apenas fui dormitando pelo meio da resmunguice.

 

Com a medicação a tosse está bastante mais solta e a expetoração tem saído nos cócós - sabiam desta parte? Como eles não a sabem deitar fora, acabam por a engolir e vai sendo assim eliminada.

 

Eu estou farta de estar em casa - vleu-me o fim de semana fora - porque tenho receio de sair com ele e piorar... aqui está sempre uma ventania e obviamente que não quero ir para espaços fechados. Preciso urgentemente de arejar! O que vale é que para a semana começa a licença do pai e as minhas férias!

A história da minha vida...

No que toca a roupa que não aperta no peito!

 

Uma pessoa passeia pelo site da Zara já que as saídas não têm abundado deste lado... Vê um vestido lindooooooooooooooooooo, com um preço ótimo e vá de encomendar. Num momento de lucidez, resolve encomendar o M, em vez do habitual S, porque como é camiseiro corria o risco de não apertar nas mamocas.

 

8514240800_1_1_1.jpg

 

A encomenda lá chega, o  vestido é um must, assenta super bem masssssssssssssssss NÃO APERTA! Ou melhor, parece que na zona dos botões ao nível do peito vai rebentar a qualquer momento! Isto lembra-me porque detesto comprar camisas... E percebi porque o vestido está com "Special Price".

 

Fiquei tão triste que pedi à minha mãe para passar na loja do Norteshopping já que online dava conta da existência de alguns tamanho L. Pois que afinal era erro do sistema... nada de vestido. Até porque segundo a funcionária eles vestem mesmo pequeno ( NO SHIT!) e voaram os tamanhos maiores. Perdi a esperança... Diz a minha mãe que quando deixar de amamentar o tamanho volta ao normal... portanto vestiria o vestido para o ano?!

 

Mas hoje resolvi ver online e tcharammmmmmmmmmmmm - existe um L!!! E já vem a caminho. Agora é rezar para que aperte mas não fique a boiar no resto do corpo!

Dicas da Marta #26: Squeez

Na minha saga de pesquisa de lanches saudáveis para a mais velha levar para a escola, deparei-me com estes pacotinhos de seu nome Squeez e adorei o conceito!

 

Squeez é uma marca portuguesa de pacotinhos reutilizáveis que podemos usar para transportar purés de furta, batidos, sumos, iogurtes, papas e afins. Aqui, o conceito-chave é mesmo "reutilizáveis". São fáceis de encher através da abertura no fundo do pacotinho, fáceis de fechar através do duplo fecho para evitar acidentes, fáceis de usar, lavar e reutilizar! São ainda livres de BPA, PVC e Ftalatos e podem ir a lavar na máquina da louça até 70º. A capacidade varia entre 100ml, 150ml e 200ml.

 

Infografia Pacotes Pacotinhos Saquetas.png

Estão a ver o meu entusiasmo quando me chegou um pack cá em casa, mesmo a  tempo do início das aulas? Comecei logo a planear o que ia levar nos pacotinhos e a pesquisar receitas!!! Para já têm servido para levar iogurtes, smoothies e sumos.

 

IMG_1867.jpg

Basta preparar a paparoca e enfiar dentro do pacotinho pela abertura na base dos mesmos. Depois é só usar o duplo fecho na nase para evitar acidentes. Na lavagem na máquina podem colocar a tampinha dentro e assim evitam que os sacos fechem e possibilitam a entrada da água durante a lavagem. Super fácil!

IMG_1865.jpg

 

Em relação à conservação, segundo a marca os pacotinhos aguentam os purés de fruta até 5 dias, os batidos e iogurtes 4 dias. Para evitar a oxidação da fruta, nada como acrescentar umas gotas de limão aos purés! Para transportar, usar uma mala térmica e uma cuvete de gelo. Podem ler este FAQ que está tudo lá muito bem explicado.

 

Na loja online existem vários packs e também alguns acessórios que vêm complementar os pacotinhos e ainda torná-los mais práticos. Adorei estas colheres que se enroscam no bocal e permitem que os bébés comam diretamente do pacotinho. Vou seguramente encomendá-las quando iniciar a alimentação do P. agora aos 6 meses, assim evitam-se boiões e papas fora de casa.

 

Já conheciam o conceito? Estou fã!

Bébé a bordo #18: o sono (ou a falta dele!)

Eu já devia saber do que a casa gasta... Uma pessoa gaba-se de qualquer coisa e o Universo trata de nos trocar as voltas.

 

MjAxMi04OGY2ZWRlODQ2Y2EyNDcw.png

 

O pequeno cá de casa andava a dar umas noites ótimas - verdade seja dita que elas nunca foram más, más. Era deitar depois de mamar pelas 21h e só acordava pelas 4h,5h ou na loucura 6h da manhã. Mamava e ficava aterrado até de manhã. O que já dava para uma pessoa descansar umas horas seguidas e não acordar tipo zombie.

 

Chegaram os 4 meses, as vacinas e uma constipação e o caos instalou-se. Há duas semanas que não se dorme uma noite de jeito cá em casa. Sim, não dormimos os dois porque quando eu já estou em modo desespero, entra o S. em ação. Lorde Pêpê demora a adormecer, depois acorda pelas 2h, mama e acha que não é para dormir mais. Lá o embalamos e mesmo assim às vezes continua na farra. Em desespero de causa acaba por vir dormir no nosso meio, o que eu detesto porque não consigo dormir descansada e acordo toda torta. E o que resulta numa noite, não resulta na outra. Ai ontem adormeci logo? Pega lá uma festa às 6h da manhã para veres o que é bom!

 

668bc110c6fa8462fda88543f5e47eea.jpg

 

Não sei se é uma fase, se foi das vacinas, se é da constipação... Se bem que de noite não lhe tosse e quando dorme, dorme bem. O que é certo é que andamos zombies e derreados, com pouca paciência e de mau humor. E eu lido muito mal com a falta de sono... e coitado do S. que vai trabalhar!

 

Alguma dica?

 

A ver se não fico careca...

Há uns dias postei no FB e Instagramsobre o facto de estar com imensa queda de cabelo, ao ponto de ter ido a correr à farmácia mal cheguei de férias e abastecer-me de Ecophane. Fiquei contente com o vosso feedback, há que falar destas coisas e a queda de cabelo nos pós-parto aflige-nos a todas. Nisto da gravidez, uma pessoa esquece-se de (quase) tudo e tive de ir aos confins do blog para ver o que se tinha passado no pós-parto anterior. Pois bem, pelos vistos também tive medo de ficar careca.

 

Tal como da primeira vez, a queda começou depois dos 3 meses e de um dia para o outro. Estava eu de férias quando começo a ficar com mechas de cabelo em queda sempre que passava a mão ou penteava. É horrível e o pensamento é mesmo: VOU FICAR CARECA. A verdade é que durante meses não houve a habitual renovação dos fios e agora dá-se a queda de todo o cabelinho que deveria ter caído durante a gravidez e que graças às nossas amigas hormonas não caiu. E se forem como eu ainda ganharam cabelos novos que agora andam meio espetados... Portanto, vamos pensar positivo e que é apenas uma fase.

 

Mas não é por isso que não devemos apostar na prevenção e como tal, após alguma pesquisa, resolvi apostar no Ecophane, versão pó e champô. O Ecophane Pó é um suplemento alimentar fortificante, composto por vitaminas e sais minerais, tendo em vista reforçar o cabelo e prevenir a sua queda. E têm razão, o sabor do pó não é muito agradável mas misturado com iogurte ou sumo, é perfeitamente suportável. O tratamento em pó deve ser levado a cabo durante 3 meses, o equivalente a 3 latas. Tenho usado também o champô mas como a juntar à queda tenho dermatite seborreica no couro cabeludo (tudo a ajudar!), já tratei de encomendar um champô adequado. Ando a evitar usar a prancha para não potenciar ainda mais a queda, de modo que ando com o cabelo ao natural e tenho dado uso a esta novidade que chegou cá a casa.

 

IMG_1761.JPG

Agora é ver resultados! Também vou cortar o cabelo, está enorme e a precisar de cuidados!  Alguém por aí com recomendações?

 

 

3 meses de Baby P.

Este post já vem muito atrasado mas com as férias foi o que se arranjou... Ora vamos lá ver que habilidades este terceiro mês nos trouxe.

 

Primeira novidade: noites cada vez mais longas. Durante as férias geralmente acabava de mamar às 22h e ia seguidinho até às 5/6h o que é muito bom. O único senão é que aprendeu que levantar as pernas e baixá-las era sinónimo de barulho e cama de viagem a abanar. Portanto, pelo meio destas horas em que poderíamos estar todos a dormir, baby P. acahava o máximo praticar esta nova habilidade enquanto dormia... Mas estamos de regresso a casa e as noites têm corrido nos mesmos moldes em termos de intervalos mas sem malabarismos. Ainda não atinámos foi com as horas de mamar/dormir versus jantar/deitar da mana. Acabamos sempre por jantar desfasados e não gosto nada disso...

 

A vacina Bexsero deixou-o murchito e anda meio resmungão. Chorou e chorou, é de partir o coração. Também andou aflito da pele graças ao calor e tenho tido vislumbres de pele atópica como a irmã. Esta parte dispensava-se sinceramente!

 

Agora descobriu as mãos e os pés... as mãos enfia-as até às goelas! Os pés também andam sempre a ser mordidos... e lá vai treinando o colocar-se de lado! Finalmente presta atenção aos brinquedos e já se consegue entreter por períodos mais longos de tempo.

IMG_1561.jpg

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

SweetCare - Saúde, Beleza e Cosmética

Posts mais comentados

Calendário

Novembro 2018

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930